Posts

ONDACAST – O podcast da ONDA-Autismo

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Por ONDA-Autismo

É um podcast que complementa nossa caminhada em busca de entendimento e inclusão do TEA na sociedade.  

A ideia do podcast foi da Raquel Abiahy, membra do Conselho de Autistas, com o intuito de tornar-se mais uma importante ferramenta em nosso meio para divulgação e desmistificação do TEA.  

Nesse sentido, ONDACAST trará muita informação, curiosidades, entretenimento e sempre esclarecerá questões relacionadas ao TEA, trazendo a participação de pessoas autistas, profissionais de diversas áreas, pais e mães de pessoas no espectro para derrubar alguns mitos, mudar paradigmas e ressaltar a neurodiversidade, sempre com muito respeito ao protagonismo e à representatividade das pessoas com transtorno do espectro do autismo.  

E, em nosso episódio de estreia, o tema foi justamente esse, protagonismo e representatividade. Qual a importância disso para a causa e quais os impactos que isso traz tanto no contexto social, como nas questões ligadas ao tratamento multiprofissional no transtorno do espectro autismo.   

Dessa forma, com o levante da voz dos autistas nos diversos meios, esperamos que cada vez mais os autistas possam assumir o seu lugar de direito, em suas famílias, escolas, comunidades de fé, empregos, associações e que possam colaborar com suas habilidades para a construção de uma sociedade que respeite e valorize as diferenças.  

Contamos com vocês para ouvirem, divulgarem esse projeto e compartilharem com o máximo de pessoas, principalmente com as de fora da nossa comunidade do Autismo. 

tio .faso: ‘O machismo causa nos homens autistas um sério problema de autoestima’

Tempo de Leitura: < 1 minutoO designer, ativista e bonequeiro Fábio Sousa, conhecido como “tio .faso” (assim mesmo, com espaço e ponto!), participou do episódio “Precisamos Falar Sobre Autistas que não Transam” do podcast Introvertendo, que é produzido por autistas adultos. Na ocasião, faso comentou as questões em torno da dificuldade de alguns homens autistas que relatam não conseguir relacionamentos e sexo em publicações nas redes sociais.

“Como o autista não vem com esse guia social para poder conviver na sociedade, o homem autista só tem como referência imediata o que ele vê. E o que ele vê é a reprodução do machismo. E a reprodução do machismo fala que ele por não conseguir transar, por não ter uma namorada, não ter nada, ele é menos homem”, disse ele.

Desta forma, .faso considerou que a sensação de inferioridade é comum entre vários homens autistas adultos. “Então, a gente acaba observando nos grupos isso, que o machismo causa nos homens autistas um sério problema de autoestima, em que eles se sentem menos homens por nunca terem transado ou se relacionado com alguém”, afirmou.

Em 2020, uma reportagem do Spectrum News demonstrou uma proximidade de autistas em comunidades de celibatários involuntários, algumas delas conhecidas apenas pela expressão “incel”. Na discussão, os podcasters também apontaram a hipótese de apenas uma parcela minoritária de pessoas em aplicativos como o Tinder terem sucesso com seus perfis.

episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas de podcast e streaming de música, como o Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Castbox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

“É o mínimo”, afirma Willian Chimura sobre aceitação do autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoO pesquisador e youtuber Willian Chimura promoveu uma reflexão sobre o Dia Mundial da Conscientização do Autismo no 165º episódio do podcast Introvertendo – do qual é um dos integrantes. Sob o título “Dia Mundial do Autismo: Conscientização ou Aceitação”, o episódio foi conduzido pelo jornalista Tiago Abreu.

Na ocasião, Chimura comentou o fenômeno do ativismo autista que contesta o foco negativo do autismo no dia 2 de abril, para uma noção de que ao invés da conscientização, a aceitação fosse o principal objetivo. Para ele, “é o mínimo que a sociedade deveria ter, aceitar”.

“No meu entendimento, o objetivo de quem propaga essas mensagens é justamente o oposto, é justamente deixar muito claro que eles querem além do que só uma conscientização, que conscientização é o mínimo. A gente quer respeito, a gente quer interagir, a gente quer participar da sociedade, a gente quer serviços, enfim, tudo que envolve possibilitar uma melhor qualidade de vida”, argumentou.

O episódio está disponível para audição em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

Podcast de autistas é eleito pela Apple um dos melhores de 2020

Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Apple Podcasts liberou nesta terça-feira (1) uma lista de podcasts favoritos da plataforma em 2020. Entre os 12 nomes selecionados, está o Introvertendo, um podcast sobre autismo feito por autistas. O programa, produzido pela Superplayer & Co, foi lançado em maio de 2018 e aborda o autismo no cotidiano.

O jornalista Tiago Abreu, um dos organizadores da produção, comentou a seleção. “Nem tenho palavras pra dizer, só a alegria. 2020 foi um ano difícil em que nos dedicamos como nunca enquanto equipe, trabalhamos pesado no podcast, e contemplar isso apenas pode ser resumido com o sentimento de missão cumprida”, afirmou.

Neste ano, o Introvertendo produziu duas reportagens publicadas pela Revista Autismo: “Fé no Espectro”, capa da edição de nº 10 da revista, e “Raça”, integrante da edição de dezembro. Além disso, o editor-chefe da revista, Francisco Paiva Junior, esteve no episódio “Autismo na Turma da Mônica”, publicado em abril.

Além do Introvertendo, outros 12 podcasts foram reconhecidos: Praia dos Ossos (Rádio Novelo), Finitude (Rádio Guarda-Chuva / B9), Fora de Hora (Gshow), Rádio Uzona (Teatro Oficina Uzyna), Projeto Humanos (Half Deaf), 40 Semanas (Folha de S.Paulo), Futebol Bandido (UOL), Resumido (Bruno Natal), AmarElo – O filme invisível (Laboratório Fantasma), Discoteca Básica (Ricardo Alexandre) e Donos da Razão (Half Deaf). Por fim, A Terra É Redonda (revista piauí) foi eleito o podcast do ano.

Autocrítica extrema no autismo é tema de podcast

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (27), o seu 94º episódio, cujo título é Autocrítica. O episódio contou com a estreia da podcaster autista Thaís Mösken como apresentadora, que recebeu para a discussão a participação especial de Stella Dauer, do podcast Sensivelmente e também diagnosticada com autismo.

A autocrítica elevada é uma das principais dificuldades no convívio social de autistas leves. Na discussão, as podcasters elencaram que a autocrítica, quando encarada apenas pelos aspectos negativos, é paralisante. “Isso impede que a gente, mesmo sendo bons em várias coisas e tendo muita capacidade, a paralisar e deixar de fazer coisas legais para o mundo e para a gente”, disse Stella, que também possui um canal no YouTube chamado Eu Testei.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo.

Perigos no autismo é tema de podcast

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (28), o seu 90º episódio, cujo título é Lidando com o Perigo. No episódio, os podcasters autistas Marcos Carnielo Neto, Thaís Mösken, Tiago Abreu e Willian Chimura discutem a capacidade de reflexo e ação de autistas em situações sociais complexas, como brigas, assalto, assédio e abuso.

Na gravação, os podcasters argumentam que, mesmo para autistas adultos autônomos, há uma dificuldade de agir rapidamente em situações complexas que podem afetar a integridade física e psicológica. E, justamente pela dificuldade, os relatos também centraram traumas após situações de estresse, como assaltos.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo.

“Eles querem adiar a dor”, diz Andréa Werner sobre negação do autismo

Tempo de Leitura: 2 minutos

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (21), o seu 89º episódio, cujo título é Negar ou Aceitar o Autismo?. O episódio contou com a participação da jornalista e ativista Andréa Werner, conhecida pela sua produção textual sobre maternidade atípica no autismo. Na conversa, os podcasters autistas Luca Nolasco e Tiago Abreu conversaram sobre a dificuldade de alguns pais e mães de autistas em lidarem com a hipótese diagnóstica de autismo em seus filhos.

Na ocasião, Andréa justificou que um dos motivos de se adiar a busca pelo diagnóstico precoce é medo. “Os pais fazem isso porque eles não querem ver, é uma dor muito grande e eles querem adiar essa dor. Eles preferem não ver, por mais que isso seja danoso para a criança (porque ela não vai ter o diagnóstico), eles estão adiando a dor deles de saber que têm um filho com uma deficiência pro resto da vida”, disse ela.

Um dos pontos abordados, na discussão, é o efeito do diagnóstico para a família e para a criança. Defensora da ideia que os pais sejam socialmente claros sobre o autismo, Andréa argumentou que a aceitação é importante para a autoestima da criança. “Uma coisa que eu critico muito são os pais que não querem contar os outros que o filho é autista quando é leve e diz para ‘não rotular’. Isso vai tudo afetar muito a autoestima a própria aceitação da criança”.

Outro ponto discutido esteve em torno do termo “luto do autismo”, abordado por alguns pais. Neste sentido, Werner afirmou que a negação “é totalmente ligada às expectativas”. “Quando eu era criança, não tinha criança com deficiência na minha escola. Eu nunca convivi com uma criança com deficiência, então como é que eu ia achar isso uma ‘coisa natural’, que faz parte da diversidade humana? E que, tudo bem, essas pessoas existem, e elas podem ter uma vida bacana, que não quer dizer que elas são menos ou que elas são infelizes?”, questionou.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo.

Sinceridade extrema no autismo é tema de podcast

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (7), o seu 87º episódio, cujo título é Sincericídio. No episódio, os podcasters autistas Paulo Alarcón, Tiago Abreu e Willian Chimura discutem na dificuldade de alguns autistas em “maquiar” a verdade durante os processos de interação social.

O sincericídio é um fenômeno geralmente relacionado com o conceito de Teoria da Mente, que é a capacidade de elaborar hipóteses a respeito dos pensamentos alheios.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo.

Podcast Introvertendo discute a campanha Janeiro Branco

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (24), o seu 85º episódio e o primeiro de sua nova temporada, chamado Janeiro Branco. No episódio, os podcasters autistas Marcos Carnielo Neto, Paulo Alarcón, Thaís Mösken e Tiago Abreu discutem a campanha Janeiro Branco, que propõe uma discussão mais ampla sobre saúde mental na sociedade.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo.

Autistas conversam sobre viagens no podcast Introvertendo — Revista Autismo

Autistas conversam sobre viagens no podcast Introvertendo

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (4), o seu 71º episódio, chamado Pé na Estrada. Com base em histórias de viagens, os podcasters Michael Ulian, Tiago Abreu e Thaís Mösken conversaram sobre as dificuldades no processo de viagem combinadas a questões do autismo. A discussão envolve aeroportos e rodoviárias, cheiros, sons, horários e até mesmo legislação.

episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e também no canal do YouTube do Introvertendo. Neste último caso, também há uma versão alternativa do episódio sem músicas de fundo, feita especialmente para autistas com sensibilidade auditiva.

 

O ecoativismo e o autismo de Greta Thunberg no podcast Introvertendo 68 — Revista Autismo

O ecoativismo e o autismo de Greta Thunberg no podcast Introvertendo 68

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Com apenas 16 anos, Greta Thunberg ganhou popularidade em todo mundo pela sua defesa de medidas práticas contra a crise climática. Apesar disso, a jovem recebe várias críticas, entre elas o fato de ser diagnosticada com Síndrome de Asperger, que está dentro do espectro do autismo. No episódio desta sexta-feira do podcast Introvertendo, os podcasters Luca Nolasco e Tiago Abreu recebem a ativista Tânia Bezerra para discutir o trabalho de Greta e as críticas feitas à adolescente.

Acesse mais episódios deste podcast em Introvertendo.com.br.

Podcast Introvertendo 67

Autistas pesquisadores conversam no podcast Introvertendo

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Autistas estão em todos os lugares, e um deles é a universidade. Para falar sobre pesquisa acadêmica, método e produção científica, os podcasters Michael Ulian e Tiago Abreu, com a participação de Willian Chimura, contam suas experiências universitárias. Neste episódio do Introvertendo, você vai saber as relações das vantagens e dificuldades do autismo na jornada científica e algumas histórias curiosas.