Arquivo para Tag: CIPTEA

Carteira de identificação começa a ser emitida para autistas de Minas Gerais

Tempo de Leitura: < 1 minutoO Governo de Minas Gerais anunciou a emissão da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) no estado. O documento prevê a prioridade de autistas em filas e outros serviços. As primeiras emissões ocorreram em 27 de dezembro.

A primeira mineira autista a receber o documento foi Roberta Amancio de Souza, que disse aguardar há muito tempo pelo documento. “Ficar fora de casa, especialmente em ambientes muito cheios, nem sempre é fácil para mim. Mesmo sabendo que, como autista, tenho direito à fila preferencial, sempre evitei usufruir disso, por receio de ser mal interpretada e passar constrangimento”, afirmou.

Para solicitar a Ciptea, é só acessar o site www.cidadao.mg.gov.br e preencher o formulário.

Carteira de identificação de autistas é lançada em Rondônia

Tempo de Leitura: < 1 minutoO governo do estado de Rondônia lançou, nesta terça-feira (30), a carteira de identificação para autistas. O evento ocorreu no Salão Rosilda Shockness do Palácio Rio Madeira (PRM), em Porto Velho.

Segundo nota do governo, a carteira pretende facilitar o atendimento prioritário e diminuir o desgaste na apresentação de laudos médicos.

Vários estados brasileiros já emitem a carteira, entre eles Pará, Rio Grande do Sul, Goiás, São Paulo, Roraima, Amapá, Amazonas e Paraná.

DF regulamenta atendimento prioritário para autistas em estabelecimentos

Tempo de Leitura: < 1 minutoO Governo do Distrito Federal publicou, no Diário Oficial, a lei nº 6945/2021, que regulamenta o atendimento prioritário para autistas em estabelecimentos comerciais. O texto entra em vigor a partir de 14 de outubro e, até lá, estabelecimentos comerciais do DF terão que se adaptar, incluindo o símbolo do espectro do autismo nas filas prioritárias.

Para ter direito à fila, é necessário apresentar algo que comprove a deficiência. Neste mês, o governo do DF também publicou decreto sobre a criação da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea). O texto de aprovação do atendimento prioritário está disponível no Diário Oficial do DF.

Governo do RS anuncia centros de referência em autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoEm evento promovido na última segunda-feira (19), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou a criação de três centros de referência macrorregionais sobre autismo no estado, nos municípios de Cachoeira do Sul, Pelotas e Santa Rosa. No mesmo evento, também foram entregues as primeiras unidades da Ciptea (Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo) do Rio Grande do Sul.

A proposta de se criar centros especializados em autismo foi primeiro anunciada em abril de 2021, em um evento de Leite com ativistas da comunidade do autismo, como Marcos Mion e Willian Chimura. Os centros fazem parte da política estadual voltada ao autismo, também chamada de TEAcolhe.

“Essa política pública significa apoio financeiro, tanto para implantação inicial quanto custeio mensal, totalizando alguns milhões de reais anuais investidos pelo governo para ajudar a sustentar esse atendimento especializado que estamos criando e, assim, articularmos uma verdadeira rede, que jogue junto, por todo o Estado, em favor desta população”, disse o governador, em nota oficial divulgada.

Amazonas e Rio Grande do Sul começam a emitir carteira de identificação para autistas

Tempo de Leitura: < 1 minutoEm consonância com a Lei Romeo Mion, que estabeleceu a criação da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA) para todos as unidades federativas do Brasil, alguns estados remanescentes começaram a emitir o documento para autistas. É o caso recente do Rio Grande do Sul e Amazonas, que aproveitaram o Dia do Orgulho Autista para iniciar suas atividades.

No Rio Grande do Sul, as pessoas podem solicitar o documento online ou presencialmente. É exigido laudo médico, comprovante de endereço e outros documentos pessoais. Segundo ojornal Zero Hora, foram mais de 70 solicitações apenas no primeiro dia de confecção da CIPTEA.

No Amazonas, a secretária Lêda Maia comentou a ação. “A Ciptea é um sonho antigo dos pais de filhos autistas desde que a gente lançou a Carteira de Identificação da Pessoa com Deficiência. A Ciptea já era esperada por esse público há muito tempo, principalmente porque ela tem o diferencial de ter a validade nacional e também porque o autismo não é uma deficiência aparente”, disse em nota do governo.

Alguns estados como Pará, São Paulo, Roraima e Paraná já emitiam, em alguns municípios, a CIPTEA. Já outros estados, como Goiás e Amapá, implantaram uma carteira de identificação antes mesmo de existir a lei federal.