Arquivo para Tag: Dia Mundial do Autismo

Rio Branco, no Acre, terá semana de conscientização sobre o autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoTião Bocalom, prefeito de Rio Branco, no Acre, sancionou a lei nº 2.428 de 9 de maio de 2022, que institui a Semana de Conscientização sobre o Autismo. A partir de 2023, todo mês de abril terá discussões, eventos e ações sociais sobre o autismo na capital acreana.

De acordo com informações divulgadas pelo G1, a sanção da lei foi recebida de forma positiva por ativistas locais. “A gente está lidando muito com casos de falta de conscientização nas escolas, nos postos de saúde e onde vamos. Se tivesse sempre, não apenas em uma semana, mas constantemente palestras nas escolas, nos postos de saúde, capacitação para os professores, direção, do porteiro ao faxineiro, porque a inclusão não é somente na sala de aula, é no todo da escola”, disse Adjayna Santos, do movimento SOS Autismo.

Mês do autismo: Caminhadas e eventos presenciais retornam, aos poucos

Tempo de Leitura: 2 minutosEm 2020 e 2021, praticamente todos os eventos e iniciativas sobre autismo do mês de abril tiveram que ser cancelados ou promovidos de forma online. E desta vez, em 2022, ocorreu um retorno gradual às atividades presenciais. Nos dias 3 e 4 de abril, bem como 9 e 10 de abril, cidades como Recife, Vitória, Porto Alegre, Belém e Goiânia receberam caminhadas pelo autismo promovidas por associações locais.

Em Porto Alegre, a caminhada chegou a ser adiada pelas chuvas e ocorreu neste domingo (10) no Parque Farroupilha (Redenção) com participação de organizações como a Autismo & Vida, Movimento Orgulho Autista do Brasil RS (Moab), Associação Familiares e Amigos das Pessoas com Autismo de Porto Alegre (Afapa) e apoio da Diretoria de Acessibilidade e Inclusão Social da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS).

Em Goiânia, diferentes programações ocorreram no sábado de 2 de abril. Uma caminhada se deu no Parque Vaca Brava, com ativistas de associações como o Núcleo de Apoio e Inclusão do Autista (Naia) e Associação de familiares e Amigos do Autismo de Goiás (Afaag). Em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da cidade, também ocorreram iniciativas semelhantes. Em Vitória, ativistas e familiares iniciaram suas atividades no Píer de Iemanjá e seguiram até o Hotel Aruan, também no dia 2 de abril.

A Associação de Mães e Anjos Azuis movimentou o bairro Areias, na cidade de Recife, também no último dia 2. Em entrevista ao G1, Andreza Castro, diretora da associação, defendeu a iniciativa. “A gente está colocando esse indivíduo e sua família em um lugar de visibilidade. Trazendo essa visibilidade, a gente traz voz, traz vez e consegue dar o nosso recado que é de inclusão, é de respeito”, disse.

Na cidade de Belém, ativistas no Mosqueiro andaram pelas ruas do bairro com a caminhada “Empatia: conheça mais sobre autismo e quebre preconceitos”, organizada pela associação Descobrindo o mundo azul em 2 de abril. No dia seguinte, o Programa de Atendimento do Transtorno do Espectro do Autista (PROATEA/Crie) promoveu atividades na capital paraense na Praça do Horto Municipal.

Já em Curitiba, os parques Barigui, Náutico, Atuba e Lago Azul promoveram atividades sobre o autismo em 3 de abril com o apoio da União de Pais pelo Autismo (Uppa).

Projeto Parque Azul atende autistas e familiares na zona sul de SP

Tempo de Leitura: 2 minutos

Encontrar opções de lazer e interação inclusivas, infelizmente, ainda é uma tarefa difícil. Seja qual for a limitação da pessoa, nem todos os eventos são adaptados e prontos para recebê-las com segurança. E foi pensando em promover a interação de crianças autistas, em um ambiente natural, além de trazer mais informação para seus familiares e acompanhantes, que a psicóloga Juliana Moura, especialista em autismo e desenvolvimento atípico, criou o projeto social Parque Azul. Com realização em outras cidades, como Rio Verde (GO)  e Florianópolis (SC), a próxima edição de São Paulo (SP) acontecerá no dia 10.abr.2022, domingo, às 9h00, no Parque do Ibirapuera (é necessário inscrever-se!).

Projeto Parque Azul atende autistas e familiares na zona sul de SP — Canal Autismo / Revista AutismoO evento é voltado para autistas e suas famílias em alusão ao mês de conscientização do autismo, abril. Com consultorias em Análise do Comportamento Aplicada (ABA, da sigla em inglês), atendimentos psicológicos, consultorias jurídicas, orientação em saúde bucal, atendimento com profissionais das mais diversas áreas no tratamento do autismo, interação das crianças com a equipe de voluntários, acolhimento familiar com mães de autistas, sorteios e muito mais. Para inscrever-se, clique neste link.

O evento em São Paulo é organizado pelo Instituto Multiplicando e pela empresa Incluir Treinamentos, empresa que capacita profissionais para inclusão de autistas na sociedade e o apoio de muitas instituições e com o patrocínio de empresas parceiras do projeto.

Todas estas atividades visam ampliar a generalização dos comportamentos que as crianças aprendem nas terapias, como preconiza um dos princípios da ABA. Além de capacitar as famílias e estabelecer uma rede de apoio entre elas.

O Parque Azul conta com uma equipe de voluntários que são divididos em mães/pais de autistas, profissionais especializados e estudantes de Psicologia, Pedagogia, Educação Física, entre outras áreas afins. Toda a equipe de voluntários prescinde do devido treinamento, ministrado pela psicóloga Juliana Moura. 

Serviço

André e a Turma da Mônica celebram o Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Tempo de Leitura: 2 minutosNa história em quadrinhos (HQ) exclusiva do André e a Turma da Mônica nesta edição (nº 16) da Revista Autismo, intitulada “Dois de Abril”, o personagem autista de Mauricio de Sousa, mostra para Dorinha e Cebolinha seu “stim”, movimentos repetitivos que muitos autistas fazem para se autorregularem. O stim do André é pular quando está muito eufórico e alegre!

E desta vez ele está pulando porque hoje é “2 de ablil” (como disse Cebolinha), o Dia Mundial de Conscientização do Autismo! Leia mais

Dia Mundial do Autismo pede inclusão em todos os aspectos

Tempo de Leitura: 4 minutos

Campanha nacional de 2022 diz: “Lugar de autista é em todo lugar!” com a hashtag #AutistaEmTodoLugar

A campanha nacional de 2022 para celebrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo traz o tema “Lugar de autista é em todo lugar!” (com a hashtag #AutistaEmTodoLugar), pedindo inclusão em todos os aspectos, em todos os âmbitos, em todo lugar. A data é celebrada todo 2 de abril, criada em 2007 pela ONU (Organização das Nações Unidas), quando cartões-postais de todo o planeta se iluminam de azul — no Brasil, o mais famoso é o Cristo Redentor — para lembrar a data e chamar a atenção da mídia e da sociedade.

Imagem para post da campanha 2022 para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo - Canal Autismo / Revista AutismoO número de referência mundial da prevalência de autismo é do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA, que aponta 1 criança com autismo a cada 44 nascimentos nos números divulgados no fim de 2021. O Brasil não tem números oficiais e, neste ano, pela primeira vez teremos uma pergunta sobre autismo no Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

André e a Turma da Mônica

O cartaz oficial da campanha é estrelado pelo André, o personagem autista da Turma da Mônica, graças à parceria da Revista Autismo com o Instituto Mauricio de Sousa. “Criamos o André inicialmente para participar de vídeos e revistas institucionais e conscientizar os pais sobre os sinais do autismo. Hoje, ele integra as historinhas da Turma da Mônica, mostrando às crianças como podemos aprender com as diferenças. Eu mesmo tenho aprendido muito desde a criação do personagem. Ficamos muito satisfeitos de ter o André na campanha”, diz Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica e presidente do Instituto Mauricio de Sousa.

Em 2019, Mauricio de Sousa fez uma tirinha especial para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é muito usada até hoje. O objetivo da data é alertar adultos e crianças sobre a importância de se informar a respeito do autismo, cada vez mais diagnosticado em todo o mundo por conta de maior disseminação de informação. Em parceria com a revista, toda edição da publicação traz uma história em quadrinhos inédita do André e a Turma da Mônica, já foram publicadas 5 histórias na revista, além da tirinha especial.Tirinha exclusiva da Turma da Mônica e o André para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo - Revista Autismo

#AutistaEmTodoLugar

O tema deste ano — com a frase da mãe e ativista Fátima de Kwant: “Lugar de autista é em todo lugar!” — vem mostrar a importância de incluir as pessoas autistas nos mais diversos “lugares” da sociedade. O autismo tem um grande espectro de variedade e diversidade de pessoas e da maneira como o autismo caracteriza suas vidas, porém, todas elas, sem exceção tem seu lugar e o direito de estar e fazerem o que quiserem.

Mais conteúdo sobre autismo e o “2 de abril” podem ser obtidas no site da Revista Autismo (CanalAutismo.com.br/DiaMundial), publicação gratuita, impressa, distribuída em todos os estados do Brasil, e também digital. No site da ONU (www.un.org/en/events/autismday) também há mais informações sobre a data.

Autismos

Pode-se dizer que há vários tipos ou subtipos de autismo, pois o transtorno é caracterizado por déficits, de qualquer nível, em duas importantes áreas do desenvolvimento: comunicação social (socialização e comunicação) e comportamento (movimentos repetitivos e interesses restritos). O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), portanto, afeta cada pessoa de maneira única. Não há um autista igual ao outro — nem em gêmeos idênticos.

Estudos recentes (principalmente uma grande pesquisa científica publicada em 2019, com mais de 2 milhões de indivíduos, em cinco países) têm demonstrado que fatores genéticos são os mais importantes na determinação de suas causas (estimados entre 97% e 99%, sendo 81% hereditário), além de fatores ambientais (de 1% a 3%). Existem atualmente mais de 900 genes já mapeados e implicados como fatores de risco para o transtorno.

No Brasil, a “Lei Berenice Piana” — Lei 12.764, de 2012, que criou a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro do Autismo, regulamentada pelo Decreto 8.368, de 2014 —  garante os direitos dos autistas e os equipara às pessoas com deficiência. A legislação, porém, saiu minimamente do papel até agora.

Estimativa: 2 milhões

EUA publica nova prevalência de autismo: 1 a cada 44 crianças, com dados do CDC — Canal Autismo / Revista Autismo

Apesar da prevalência norte-americana de 1 a cada 44 crianças, que são referentes a uma pesquisa de 2018, com número de homens quatro vezes maior que o de mulheres, a ONU, através da Organização Mundial da Saúde (OMS), considera uma estimativa conservadora, de que aproximadamente 1% da população mundial esteja dentro do espectro do autismo, a maioria sem diagnóstico ainda. No Brasil não sabemos a prevalência de autismo, temos apenas um estudo de prevalência de TEA até hoje, um estudo-piloto, de 2011, em Atibaia (SP), de 1 autista para cada 367 habitantes (ou 27,2 por 10.000) — a pesquisa foi feita apenas em um bairro de 20 mil habitantes daquela cidade. Segundo a estimativa da OMS, o Brasil pode ter mais de 2 milhões de autistas. O Censo 2022 poderá dizer o número de diagnósticos do país, não o número total de pessoas autistas.

Sinais de autismo

A seguir, relacionamos alguns sinais de autismo. Apenas três deles presentes numa criança de um ano e meio já justificam uma suspeita para se consultar um médico neuropediatra ou um psiquiatra da infância e da juventude.

  • Não manter contato visual por mais de 2 segundos;
  • Não atender quando chamado pelo nome;
  • Isolar-se ou não se interessar por outras crianças;
  • Alinhar objetos;
  • Ser muito preso a rotinas a ponto de entrar em crise;
  • Não brincar com brinquedos de forma convencional;
  • Fazer movimentos repetitivos sem função aparente;
  • Não falar ou não fazer gestos para mostrar algo;
  • Repetir frases ou palavras em momentos inadequados, sem a devida função (ecolalia);
  • Não compartilhar seus interesses e atenção apontando para algo, ou não olhar quando apontamos algo;
  • Girar objetos sem uma função aparente;
  • Interesse restrito ou hiperfoco;
  • Não imitar;
  • Não brincar de faz-de-conta.

Saiba mais

>> Veja também nosso artigo “O que é autismo“, atualizado constantemente, com diversos links para se aprofundar no assunto.

Record News exibirá programa especial sobre autismo neste sábado

Tempo de Leitura: 2 minutosO programa semanal Estúdio News, da emissora Record News, exibirá um episódio especial para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, neste sábado (2.abr), às 22h15.

O Portal R7 fez uma reportagem sobre o assunto e entrevistou a psiquiatra Rosa Magaly Campêlo Borba de Morais e a empresária Mayara Coelho, sócia-diretora da Academia do Autismo. Cofundadora da Academia do Autismo, Mayara é mãe do Guilherme e do Fernando, ambos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista, e criou em 2016, ao lado do marido, Fábio Coelho, a Academia do Autismo com o compromisso de gerar conteúdo sobre autismo para todo o Brasil. Hoje, a instituição conta com mais de 25 mil alunos formados em seus cursos.

“O autismo é muito observado através de comportamentos, ele não tem uma “cara de autismo”, o que traz muita dificuldade e pode ocasionar o diagnóstico tardio que prejudica tanto no desenvolvimento dessas pessoas”, ressalta a psicopedagoga Mayara.

Uma questão que desperta um sinal de alerta são os adultos com diagnóstico de autismo nível 3 que precisam de um soporte maior para atividades de vida diária, por exemplo.

Mayara completa, “Claro que precisamos muito caminhar na inclusão, no diagnóstico precoce, na questão de ofertas no mercado de trabalho para pessoas com autismo, na família, mas há um sinal de alerta e que precisa ser falado, familiares, principalmente mães que cometem suicídio e que tem um viés que são os filhos com autismo nível 3, é um dado silencioso, mas todo ano recebemos essa triste notícia. A política pública precisa olhar para isso”.

A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Confira a matéria completa no R7 (https://noticias.r7.com/brasil/estudio-news-dia-mundial-da-conscientizacao-do-autismo-2-de-abril-abril-azul-31032022).

Parque da Mônica terá evento de autismo dia 2 de abril

Tempo de Leitura: 3 minutos

1º Encontro de Inclusão do Parque da Mônica apresenta palestras e recursos de acessibilidade para autistas

“Lugar de autista é em todo lugar” é o tema do 1º Encontro de Inclusão do Parque da Mônica. Inédito, o evento reúne profissionais, autoridades, especialistas e famílias para uma troca de experiência sobre inclusão e entretenimento neste sábado, 02 de abril, data em que se celebra o Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

O encontro faz parte do Projeto Inclusão do Parque da Mônica. O objetivo é implantar ações e serviços de acessibilidade a pessoas com deficiência, ampliando o atendimento a todos os públicos com segurança.

O evento contará com a presença de Silvia Grecco, Secretaria Municipal da Pessoas com Deficiência de São Paulo, ao lado de especialistas em inclusão como Amanda Ribeiro, diretora da Incluir Treinamentos, Elaine Oliveira, psicóloga, e Francisco Paiva, editor da Revista Autismo. Os painelistas falarão sobre a importância de atender autistas e suas famílias em parques de diversões, os desafios e as iniciativas de lazer inclusivas. 

Já durante o dia, os visitantes que estiverem no Parque poderão conferir outros debates sobre dicas de inclusão, às 13h, 15h e 17h, no salão de eventos do local.

Acessibilidade

Além de palestras que exploram o tema com conhecimento, será lançada a Sala do Silêncio, um ambiente totalmente adaptado para reduzir efeitos de uma super estimulação sensorial, onde pessoas com TEA podem se “reorganizar”. O objetivo é ajudar familiares a aproveitarem melhor os passeios evitando crises e estresse. “O espaço foi preparado exclusivamente para autistas com uma estrutura silenciosa e clean, justamente, para as crianças se organizarem, descansarem e voltarem a brincar”, conta Marcelo Beraldo, diretor do Parque da Mônica.

O Parque da Mônica seguirá também com a Hora do Silêncio, criada há três meses, em que todos os dias, na primeira hora de funcionamento, são reduzidos os estímulos sonoros e visuais. Tudo isso, pensado para que visitantes com espectro autista possam se ambientar da melhor forma.

Segundo Beraldo, o 1º Encontro de Inclusão do Parque da Mônica reforçará o compromisso de promover atividades que garantam um ambiente familiar, seguro e acessível a fim de proporcionar diversão para todos. “Desde o início deste ano, o Parque tem ampliado suas ações de acessibilidade. Recentemente, conquistamos o Selo da Empresa Amiga do Autista, importante reconhecimento por ter funcionários capacitados para atender esse público. Contamos ainda com a gratuidade do ingresso para crianças com TEA de 2 a 17 anos, tornando a atração acessível para toda família”, finaliza o diretor.

Serviço

O que: 1º Encontro de Inclusão do Parque da Mônica

Palestras: 

Lugar de Autista é em Todo Lugar

Horário: 10h

Local: Teatro Parque da Mônica

Que a inclusão vire rotina

Horários: 13h, 15h e 17h 

Local: Salão de Eventos

Onde: Parque da Mônica – Shopping SP Market – Av. das Nações Unidas 22.540 – São Paulo – SP 

Quando: De acordo com o calendário disponível no site do parque (www.parquedamonica.com.br). 

Passaportes:

– Infantil promocional: R$ 119,00

– Adulto promocional: R$ 99,00

  • Idosos: R$ 80,00
  • Individual inteira: 265,00

– Meia entrada: R$ 132,50

Formas de Pagamento: Em até 5x sem juros nos cartões Visa, Mastercard, Hipercard. Elo ou Diners Club e Amex ou à vista no Boleto Bancário (para boleto é necessário comprar com pelo menos 7 dias de antecedência da data da visita)

Facebook: parquedamonica
Instagram: @parquedamonica
Site: www.parquedamonica.com.br

Sobre o Parque da Mônica

Maior parque coberto da América Latina, com 12 mil m² e capacidade para atender 3.000 pessoas simultaneamente, está localizado no Shopping SP Market, na Zona Sul de São Paulo. Com o objetivo de proporcionar diversão para toda a família, o empreendimento conta com diversas atrações criadas a partir de conceitos temáticos, interativos e educativos, materializados em um ambiente que fortalece a interação entre pais e filhos. De forma lúdica, os visitantes têm experiências inesquecíveis com opções variadas de entretenimento com a Turma da Mônica.

Prefeitura de Santo André promove caminhada de conscientização do autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoA prefeitura de Santo André vai realizar a IV Caminhada do Dia Mundial da Conscientização do Autismo. O evento está programado para 3 de abril, às 9h, em frente ao Paço Municipal da cidade.

De acordo com informações divulgadas pelo O Grande ABC, a ideia é que a caminhada chame a atenção para o diagnóstico do autismo com informação.

Dia Mundial do Autismo tem material gratuito liberado

Tempo de Leitura: < 1 minutoEstá disponível gratuitamente o material da campanha 2022  para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo (que acontece todo 2 de abril). O tema deste ano (uma frase de Fátima de Kwant) “Lugar de autista é em todo lugar!” (hashtag #AutistaEmTodoLugar), remete à inclusão da pessoa autista em todos os âmbitos, todos os aspectos, em todo lugar.

Além de gratuito, o material é para todos usarem, sem necessidade de solicitar autorização. Também está permitido colocar o logo da sua instituição para divulgar a campanha.

Estrelado pelo André, o personagem autista da Turma da Mônica, o cartaz oficial está disponível para ser baixado em dois tamanhos (A3 e A4). Além disso, há também um modelo para quem quiser confeccionar sua própria camiseta (nós não vendemos camisetas!), sugestões de ofícios para iluminar prefeituras e escolas e uma tirinha feita por Mauricio de Sousa. Já está disponível também um comunicados para a imprensa (press-release) para ser encaminhado à imprensa local (jornais, revistas, rádios, TVs e sites da sua cidade/região), imagens para postar em redes sociais — como posts, frame para perfil e cabeçalho — e modelos para banner vertical e horizontal.

2022

O site com todo o material — e as instruções de uso — é Campanha.RevistaAutismo.com.br. Ajude a fazermos, todos unidos, uma campanha cada vez maior no Brasil todo, com conscientização e aceitação a respeito do autismo!

Em caso de qualquer dúvida, envie email para [email protected].

 

[Atualizado em 18/03/2022, 17h25, com mais material extra disponível no site e permissão para uso irrestrito sem necessidade de pedir permissão]

‘Lugar de autista é em todo lugar’ é tema da campanha 2022 para o 2 de abril

Tempo de Leitura: 2 minutosO tema da campanha nacional deste ano (2022) para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo — que acontece todo 2 de abril — é “Lugar de autista é em todo lugar“, com a hashtag #AutistaEmTodoLugar, para promover uma mensagem inclusiva à sociedade em relação às pessoas autistas. O tema, escolhido em votação popular, com 51,6% do votos, entre três opções de mensagens, é uma frase de Fátima de Kwant, que está em destaque do cartaz oficial, estrelado pelo André, o personagem autista da Turma da Mônica.

Cartaz da campanha 2022 do Dia Mundial de Conscientização do Autismo - Canal Autismo / Revista Autismo

Cartaz da campanha 2022 do Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

O objetivo desta campanha é conscientizar as pessoas a respeito do autismo. É uma mensagem da comunidade ligada ao autismo para toda a sociedade (de dentro para fora). Portanto, vamos usar a hashtag nas redes sociais e mostrar que lugar de autista é em todo lugar, com direito a ser incluído em todos os âmbitos, aspectos e contextos em nossa sociedade.

Gratuita

Esta é uma campanha para todo o Brasil, de uso irrestrito e gratuito por parte de qualquer pessoa ou instituição interessada em divulgar informação sobre autismo. Vamos unir forças para fazermos uma conscientização nacional muito mais efetiva.

As peças para divulgação foram criadas pelo designer Alexandre Beraldo (diretor de arte da Revista Autismo), com a colaboração do Instituto Mauricio de Sousa — nosso muito obrigado a todos eles!

Mais informações (e mais material para a campanha) será disponibilizado nos próximo dias aqui no site do Canal Autismo / Revista Autismo e divulgado nas nossas redes sociais.

ONU

A ONU (Organização das Nações Unidas), no fim de 2007, definiu todo 2 de abril como sendo o Dia Mundial de Conscientização do Autismo (no original em inglês: World Autism Awareness Day), quando cartões-postais de todo o planeta se iluminam de azul — no Brasil, o mais famoso é o Cristo Redentor — para lembrar a data e chamar a atenção da mídia e da sociedade para o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

Em 2020 e 2021, pela primeira vez, a comunidade envolvida com a causa do autismo no Brasil todo segue, unida, em uma campanha nacional com tema único: “Respeito para todo o espectro”, para celebrar a data, usando a hashtag #RESPECTRO nas redes sociais.

O tema da ONU para o ano passado foi “Inclusion in the Workplace: Challenges & Opportunities in a Post-Pandemic World” (em tradução livre: “Inclusão no local de trabalho: desafios & oportunidades num mundo pós-pandemia”).

Material gratuito

Acesse o material da campanha deste ano em: Campanha.RevistaAutismo.com.br.

#AutistaEmTodoLugar

 

[Atualizado em 14/03/2022, 09h29]

Lugar de autista é em todo lugar!

Tempo de Leitura: 2 minutos

Tema do Dia Mundial de Conscientização do Autismo 2022 pede inclusão na sociedade, em todos os aspectos

O tempo voa, muita coisa mudou com a pandemia, mas uma das que permanecem – graças a Deus – é a comemoração do Dia Mundial de Conscientização do Autismo (dia 2 de abril), data criada pela ONU – Organização das Nações Unidas – em 18 de dezembro 2007. A primeira celebração desse dia foi feita em 2 de abril de 2008, com a iluminação de prédios e monumentos marcantes da cor azul, eleita como “a cor do autismo”, com a finalidade de chamar a atenção da sociedade para a causa do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

De 2008 até os dias atuais houve mudanças em vários temas relacionados ao autismo, a começar pela contestação da cor azul e do símbolo do quebra-cabeças por um grande grupo de autistas adultos que se manifestam pelas redes sociais; autistas que encontraram uma forma de informar a sociedade sobre suas diversas perspectivas em relação ao TEA. 

Dentre as informações que merecem destaque nos informes do Dia Mundial do Autismo 2022 está a alteração da taxa de incidência de autismo, recentemente estimada em 1 a cada 44 crianças, pelo CDC (Centers for Disease Control and Prevention — o Centro de Controle de Doenças e Prevenção do governo dos EUA), que serve de referência mundial. Além do aumento de diagnósticos de TEA, a introdução dos dados de autismo no Censo 2022, e a nova classificação de autismo na atualização da CID-11 – Classificação Estatística Internacional de Doenças e problemas Relacionados com a Saúde – são ocorrências que não passam despercebidas para as comunidades do autismo do Brasil. Porém, não somente as novidades científicas merecem ser compartilhadas publicamente, como também as transformações advindas da gradual mudança de paradigma pela qual passa a deficiência em geral, e, no caso do TEA, das concepções da sociedade sobre o que, de fato, significa ser autista. Afinal, o significado do autismo, e como a sociedade lida com uma pessoa neurobiologicamente atípica, passa por uma transição iniciada há mais de uma década pelos movimentos internacionais do TEA para reconhecimento e inclusão da pessoa autista. 

“Lugar de autista é em todo lugar” é o tema eleito pelas comunidades de autistas e de suas famílias para celebrar o dia 2 de abril de 2022; uma frase que expressa o anseio básico de quem lida com o TEA no dia a dia, por respeito, aceitação, acolhimento e inclusão – o objetivo de todos que lutam pela causa do autismo. Não há inclusão sem a consciência de que pessoas autistas podem ser tão capazes quanto as não autistas, que elas têm habilidades e limitações como qualquer outra pessoa, que suas vidas têm o mesmo valor, e que a inclusão não é favor, mas um direito humano. 

Pessoas não autistas costumam ter dificuldade de entender o que é tão óbvio para quem bem conhece o universo autista. Uma delas, que o autismo é mais frequente do que pensam, e que a maior parte dos autistas não é como a maioria dos autistas que conhecem. É, portanto, para a sociedade que desejamos que o Dia Mundial do Autismo seja repleto de informações que aumentem seu conhecimento sobre o TEA, um Transtorno do Neurodesenvolvimento intrigante, onde nenhum autista é igual ao outro, mas também onde todos, absolutamente todos, merecem estar em qualquer lugar onde desejem estar.

Feliz Dia Mundial de Conscientização do Autismo!

Mãe Musical encerrou abril com canção “Nossa Voz”, em homenagem à comunidade autista

Tempo de Leitura: 2 minutos

Com videoclipe emocionante, o projeto contou com apoio de diversas instituições, além da Revista Autismo

“O calendário no decorrer do ano ganha cores e datas para dar visibilidade a causas, despertando uma sociedade mais compreensiva e acolhedora.”  O mês de abril é marcado com a cor azul, para chamar a atenção à Conscientização do Autismo. Para dar voz a esse tema, a Mãe Musical, Elisa Gatti, realizou ações ao longo do mês, trazendo  apoios do Instituto Maurício de Sousa, Revista Autismo, e Associação Amigos do Autista (AMA) e dos aplicativos Jade Autism e Rede Azul.

E agora para fechar com chave de ouro, a cantora e compositora junto com 13 autistas incríveis lançou, no fim de abril (dia 30), a canção intituladaNossa Voz. 

Assista ao vídeo

 

“Nossa Voz” fala sobre a importância de dar espaço a essas pessoas com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo) e mostrando que eles não têm cara, e sim muito a ensinar sobre o mundo deles e que escutam e dizem muito mais do que imaginamos. 

“Me emocionei muito com o resultado final. Nessa canção entrei apenas para ser ouvinte e como compositora coloquei tudo que ouvi e aprendi desse universo, com quem realmente entende. Meu papel dentro do Mãe Musical é dar espaço para que projetos e pessoas possam ser vistas. Por isso escolhi fazer isso no mês de abril, com a comunidade do autismo que me encantou tanto”, conta Elisa Gatti. 

Acompanhado de um videoclipe super emocionante, Elisa, além de contar com o total apoio de quem faz esse mês ser especial, traz no vídeo a participação de 13 autistas que soltaram a voz, são eles: Giovani de Sá Milhar, Artur Siqueira Mousquer,  Joaquim Hennemann Solana, João Pedro Ribeiro Barboni, Árthur Oliveira Nogueira, Fernando Pavone Cinelli, Rafael Cariatti, Fabiola Cariatti, Germano Brissac, Julia Magalhães Albrigo Guimarães, Bruno Caruso Caldatto, Israel Rodrigues Parreira e Fernando Pavone Cinelli. Esses são apenas alguns rostos que representam toda a grande comunidade do autismo, que merece espaço. 

Acompanhe a artista no Instagram: @MaeMusical.