Posts

Artista autista, Lucas Ksenhuk é autor de capa de edição 14 da Revista Autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoA edição número 14 da Revista Autismo, deste trimestre (setembro, outubro e novembro/2021), conta com uma capa de autoria do artista plástico Lucas Ksenhuk, de 20 anos. Ele é responsável pela ilustração do jogador argentino Lionel Messi — que representa a reportagem de capa ‘Messi não é autista’, desta vez caracterizado por seu uniforme azul da seleção argentina.

Lucas, que já tem um estilo próprio inconfundível em suas obras, desenvolve há muito tempo ilustrações para a Revista Autismo  — normalmente para a coluna do fotógrafo e ativista Nicolas Brito Sales — e, desta vez, foi encarregado da missão de compor uma capa. “Uau, eu fiquei muito feliz por esse convite, que era pra fazer a capa do Messi. Eu gosto muito de futebol, gosto do Messi, gosto de jogar futebol e também assistir os jogos de futebol. Mas enfim, foi uma grande experiência pra mim. Fico muito feliz por isso”, disse ele ao Canal Autismo.

O site de Lucas com suas obras de arte está em lucasksenhuk.com e, nas redes sociais, ele mostra seu talento no Instagram @lucasksenhuk.art.

Confira também nosso editorial sobre a edição 14 da Revista Autismo, a respeito da reportagem de capa e do artista.

Veja, no vídeo a seguir, o trabalho do artista ainda na fase de concepção da capa da Revista Autismo.

Autista desenha famosos no Twitter e chama a atenção

Tempo de Leitura: < 1 minutoAos 18 anos, João Pedro de Oliveira Mercês começou a ganhar notoriedade no Twitter desenhando famosos. Diagnosticado com autismo desde os 8 anos e residente em Valença, no litoral da Bahia, João já desenhou famosos nacionais e internacionais, como a cantora Ivete Sangalo e o ator Mark Ruffalo.

“Eu comecei a ser artista em 2020, quando passei a desenhar famosos. Vi que desenhar famosos era muito bom, porque você pode ganhar amigos e seguidores. Eu quero estudar na escola de arte de Salvador porque sonho muito em fazer desenho realista e pintar quadro. Meus desenhos estão cada vez mais lindos”, disse ele ao R7.

Galeria Aut traz obras de arte de autistas

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Fundada em 2014, a “Galeria Aut” é uma galeria de arte com a proposta de expor obras de artes de pessoas autistas. “Por inspiração no meu filho, a Galeria Aut hoje tem mais de 200 artistas autistas de todas as regiões do Brasil e também de Portugal, Cuba, Estados Unidos, Escócia e Uruguai”, contou a fundadora do projeto, Meiry Geraldo, mãe de um garoto com autismo.

“Nosso acervo conta com mais de 2 mil obras. São fotos, vídeos, desenhos, pinturas, esculturas, literatura… todos feitos por autista,s desde os mais variados graus do TEA [Transtorno do Espectro do Autismo]”, explicou Meiry. Atualmente a galeria está funcionando apenas virtualmente e, abaixo, apresentamos os endereços do site e das redes sociais da Galeria Aut. Vale uma visita para admirar a criações desses talentoso artistas.

Escritora autista e arteeducadora debatem o papel da arte em novo livro

Tempo de Leitura: 2 minutos

O papel transformador da arte e sua atuação no cotidiano dos autistas é tema do livro “Expressão Criadora”, que será lançado pelo portal “O Mundo Autista”, no dia 4.dez.2020, às 19h00, por meio de uma live no Instagram @mundo.autista. Antes disso, em novembro, a obra terá pré-lançamento ao vivo na edição online deste ano do Congresso Científico Internacional Brain Connection.  

Com abordagens relacionadas ao universo da educação humana, seja formal ou informal, “Expressão Criadora” focaliza a importância da memória afetiva, da ludicidade, do estímulo ao pensar criativo e à percepção dos fenômenos e circunstâncias da vida. Numa perspectiva humanista, o livro aponta para a construção de identidades saudáveis, pessoas felizes e a revitalização dos processos socioeducativos.

A obra é assinada pela jornalista e mestranda em Comunicação Social Sophia Silva de Mendonça, que é autista e autora de outros seis livros, e a arteterapeuta e arteeducadora, mestre em Educação, Raquel Romano. O livro tem prefácio de Mônica Rahme, professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e ilustrações da própria Raquel. As autoras também são apresentadoras do programa “De Brincadeira”, que vai ao ar às quartas-feiras no canal do YouTube “Mundo Autista”, onde destacam a importância do lúdico e do brincar para todas as faixas etárias.

O livro é baseado nas reflexões geradas durante o processo de acompanhamento de Sophia por Raquel, que se iniciou quando a jornalista e escritora de 23 anos estava concluindo o Ensino Médio e enfrentava fortes crises de depressão e fobia social. “Tenho enorme gratidão pela Raquel. O trabalho com ela foi crucial para me dar maior segurança e espontaneidade”, confessa Sophia. 

Temas diversos são abordados na publicação, como a comunicação não-violenta, a transmissão intergeracional, os jogos teatrais e a tangência entre arte terapia e arte educação. “Acredito que os assuntos que abordamos no livro são universais, mas é especialmente legal ver como eles se aplicam no dia a dia das pessoas autistas, que têm vivências especialmente singulares”, comenta Sophia Mendonça. “Sabemos que autistas tem sentimentos e potencialidades, mas muitas vezes enfrentam dificuldades em expressá-los. Os recursos que o livro apresenta são simples, mas muito profundos e potentes para fazer com que tudo isso venha à tona”.

Entrevista

Veja, a seguir, a entrevista de Sophia ao jornalista Eduardo Costa, no programa “Chamada Geral”, da Rádio Itatiaia, sobre o livro.

https://www.youtube.com/watch?v=xfGdyP7XV4w

Espectro Artista

Tempo de Leitura: 2 minutos

Camila Alli Chair

Camila Alli Chair - Revista Autismo

Diagnosticada com Síndrome de Asperger, a desenhista tem 29 anos, é paulistana e, desde pequena, é extremamente apaixonada por tudo relacionado aos dinossauros. Atualmente trabalhando como desenhista freelancer, Camila tem fluência em inglês, adora viajar e ir  para baladas e festas. Tem formação em mergulho autônomo — tendo mergulhado em cavernas à noite em mar aberto — e não concluiu a faculdade de biologia.

Por três vezes seus desenhos foram solicitados e divulgados pela revista norte-americana “Pre-Historic Times”, além de ter participado de concursos internacionais: na China (animais brasileiros) e em Portugal (espécies extintas de Portugal).

Atualmente, ela faz projeto e ilustrações de dinossauros para livros infantis e está desenvolvendo um projeto de animação em 2D, de sua autoria, chamado “Escola de Insanidade” (assista aos vídeos na versão online deste texto).

Site: deviantart.com/freakyraptor

Facebook: Camila Alli

Instagram: @camila_alli