28 de agosto de 2022

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo, produzido por autistas adultos e com diálogos sobre o autismo, lançou na última sexta-feira (26) o seu 221º episódio, chamado “Autistas da Região Sudeste”. O conteúdo traz três pessoas diagnosticadas com autismo da região sudeste, dos estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, para relatar suas experiências com o autismo.

Alek, que vivia no interior de São Paulo, se mudou para o Rio de Janeiro para cursar medicina. Ele afirmou que sentiu diferenças nessa nova experiência. “Eu comecei a usar fone direto. Eu ainda não tenho um com cancelamento de ruído, mas eu quero, mas eu comecei a fazer aulas e tudo mais, eu tenho ficado bastante tempo com ele e eu notei muita diferença. Porque eu nem reparava o quanto que eu tenho hipersensibilidade auditiva, mas parece que fica um eco do barulho na nossa cabeça, a gente chega em casa e tá aquele zumbido”, disse ele.

Publicidade
Assine a Revista Autismo

Já em relação ao acesso ao diagnóstico e o ato de se assumir publicamente autista, Rian destacou que ainda não é um tema que ele fala abertamente com as pessoas. “Eu ainda vejo que a nossa luta ainda de pessoas com deficiência no geral, não só autistas, ainda não é uma causa social assim como homofobia, machismo, que já tem um tratamento bem maior, um conhecimento bem maior”, pontuou.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas de podcast e streaming de música, como o Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Congresso Reatech debaterá a acessibilidade e a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho

Pondé afirma em texto que autismo está no ‘hype’ e recebe críticas

Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)