Posts

Advogado e pai de autista lança livro sobre paternidade no autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoDiogo Freitas é advogado, analista do comportamento e também pai de uma criança no espectro do autismo. Recentemente, lançou o livro “Pai de uma criança autista! E agora?”, que conta sua experiência com a paternidade no autismo. A obra foi lançada pela editora Dialética.

“O livro tem um pouco mais de cem páginas é dividido em quatro capítulos. Eu falo um pouquinho da nossa história, depois eu falo de autismo e das intervenções mais adequadas, depois eu falo das melhores políticas públicas voltadas pro futuro. Em breve eu lanço o segundo livro, aonde eu vou entrar nessas políticas públicas”, disse ele, em entrevista ao programa Tarde Nacional da EBC.

Questionado sobre as dificuldades enfrentadas para o diagnóstico, Diogo afirmou que mesmo morando numa capital, como Goiânia, não teve boas experiências com terapeutas. “Eu sempre fui muito estudioso no mundo do direito, eu cursei mestrado, doutorado, sempre gostei de escrever. À medida que o Diogo Filho nasceu um pouco antes e depois do Benício que nasceu, inclusive, no ano que nós recebemos o diagnóstico de autismo do Diogo, eu fui fazendo um diário em conjunto com a minha esposa. E mesmo nós tendo recurso financeiro para arcar com o tratamento começamos a sentir muita dificuldade. Profissionais mal preparados, profissionais mal intencionados”, destacou.

‘Seja feliz hoje, com o que você tem hoje’, afirma Francisco Paiva Junior

Tempo de Leitura: < 1 minutoFrancisco Paiva Junior, jornalista e um dos responsáveis pela rede social Tismoo.me, focada em autismo, conversou com jornalistas do R7 em matéria publicada neste último domingo (8). Nela, Francisco, que é pai de um menino autista, abordou a iniciativa de atuar em uma startup voltada ao autismo, o ativismo e o impacto do diagnóstico para as famílias que tem um primeiro contato com o tema.

Segundo ele, o diagnóstico do filho veio em 2009, aos 2 anos de idade. “Havia pouca informação e muita coisa em linguajar técnico. A suspeita de autismo de um filho foi um susto para mim. Aos poucos você vai se informando e vendo que não é um bicho-de-sete-cabeças”, disse ele em entrevista. “O Giovani me ensinou a não criar grandes expectativas. Seja feliz hoje, com o que você tem hoje. Não agende para o futuro, para quando seu filho tiver esta ou aquela habilidade, quando ele falar, ou se conseguir ir para faculdade ou casar, ou ainda pior, para quando você fizer uma conquista de algum bem material”, completou.

Francisco também é autor do livro Autismo — Não espere, aja logo!, lançado originalmente em 2012.

“É uma lógica machista”, diz Lucelmo Lacerda sobre desigualdade de gênero na comunidade do autismo

Tempo de Leitura: 2 minutos

O podcast Introvertendo, produzido por autistas e dedicado a discutir autismo, lançou um episódio comemorativo do Dia dos Pais nesta sexta-feira (7). Chamado “Pais de Autistas”, o episódio traz as participações de Alexsander Sales e Lucelmo Lacerda e é apresentado por Tiago Abreu e Willian Chimura.

Alexsander Sales é pai do fotógrafo Nicolas Brito, também um dos principais palestrantes autistas do Brasil. Lucelmo Lacerda é pesquisador na área de Educação e também é pai de uma criança autista. Na conversa, os dois abordaram vários aspectos em torno da comunidade do autismo, como a menor participação masculina na criação de filhos e as diferentes fases do charlatanismo.

Questionado sobre a maior participação de mães na comunidade do autismo, Lucelmo enfatizou a desigualdade de gênero. “É uma lógica machista que perpassa todos os campos da sociedade. Quando a gente olha pra comunidade, é muito difícil a gente encontrar pais engajados, mas se a gente olhar pra dentro das casas, isso também acontece. Engajados na relação com a criança, com o tratamento, procurar tratamentos, tomar decisões, ir atrás disso e eu acho que isso sem dúvida nenhuma é um problema”, afirmou.

Alexsander também aproveitou para contar acerca das diferentes fases que viveu em torno do desenvolvimento social de Nicolas e a importância de sua esposa, Anita Brito. “Eu cheguei assim muito, muito chateado, muito triste pra minha esposa. Falei: ‘Olha, a gente tá fazendo isso com o Nicolas aqui, tá trabalhando esse desenvolvimento com ele, mas não vai adiantar absolutamente nada, porque ele vai sair pro mundo e o mundo vai destruir ele. O mundo vai engolir o nosso filho’.”, contou.

“E a Anita, muito sabiamente, pegou na minha mão e falou assim: ‘Então nós vamos fazer o seguinte: nós vamos continuar tentando desenvolver o nosso filho aqui, trabalhando com ele dentro de casa e aí nós vamos sair pro mundo para também tentar mostrar pro mundo, levar informação pro mundo pra eles aprenderem a receber o nosso filho’.”, completou.

Em 2019, o podcast Introvertendo comemorou o Dia dos Pais conversando com pais diagnosticados com autismo. Além disso, também foi feita uma ação semelhante em maio deste ano, no Dia das Mães.

O episódio está disponível para audição em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

Podcast Introvertendo conversa com pais diagnosticados com autismo

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (9), um episódio comemorativo ao Dia dos Pais. O host Tiago Abreu recebeu Cristiano Forte e Fábio Cordeiro, homens diagnosticados com autismo na vida adulta e também pais. As histórias contadas abordam diferentes temas relacionados a paternidade e autismo, como tratamentos, relações interpessoais, abandono parental e ativismo.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, iTunes, Google Podcasts, e também no canal do YouTube do Introvertendo. Neste último caso, também há uma versão alternativa do episódio sem músicas de fundo, feita especialmente para autistas com sensibilidade auditiva.