Arquivo para Tag: aplicativo

App para autistas criado por pernambucanos chama a atenção da Apple

Tempo de Leitura: < 1 minutoO aplicativo AuTime, criado por quatro estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e que visa prover acessibilidade para autistas, recebeu mentoria da Apple.

“Fomos os únicos brasileiros fora do eixo EUA-Reino Unido a receber mentoria da Apple. Agora, queremos partir para a aceleração financeira”, disse Eduardo Ramos para o O Globo.

A previsão é que o aplicativo seja lançado no Brasil em fevereiro deste ano. Com a mentoria da Apple, também há planos de lançamento no exterior.

Guia de Atividades do André agora também está no app Matraquinha

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Projeto desenvolvido pelo Instituto Mauricio de Sousa e Revista Autismo traz brincadeiras lúdicas, que podem ser feitas em casa, e ajudam no desenvolvimento dos autistas

O Guia de Atividades do André, o personagem autista da Turma da Mônica, está disponível gratuitamente no aplicativo de comunicação alternativa Matraquinha. O informativo conta com dicas e orientações de brincadeiras para  as famílias realizarem em casa, com sugestões de lazer que podem ser utilizadas neste período de férias escolares.

O projeto foi elaborado em uma parceria do Instituto Mauricio de Sousa com a Revista Autismo, e conta com informações do Centro Neuro Days e patrocínio da Academia do Autismo. O guia apresenta brincadeiras e atividades lúdicas para as horas livres, que ajudam no desenvolvimento e na autonomia de crianças inseridas no Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

Pelo aplicativo, os usuários também podem acessar a revista “Um Amiguinho Diferente”, elaborada em 2003, quando o desenhista Mauricio de Sousa criou o personagem André, estrela da capa e das páginas internas do projeto. Por meio dessas histórias, é possível entender, por exemplo, o que é ecolalia e a dificuldade que existe na compreensão de frases abstratas.

O guia pode ser baixado gratuitamente no site do Instituto Mauricio de Sousa, aqui no Canal Autismo, ou ainda na Academia do Autismo.

App grátis

O link para baixar o aplicativo Matraquinha, que é gratuito, está no site matraquinha.com.br.

Estudantes da UFPE criam aplicativo de acessibilidade para autistas

Tempo de Leitura: < 1 minutoQuatro estudantes da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) desenvolveram o aplicativo AuTime. O projeto foi criado com a intenção de promover acessibilidade para autistas e ajudá-los a construir uma rotina.

Em entrevista a Folha de Pernambuco, o estudante Eduardo Ramos falou sobre a iniciativa, que é relacionado a um primo autista. “Sempre tive em mim um propósito de criar alguma coisa que fosse auxiliá-lo. Quando fomos desafiados a trazer aspectos de nossas vidas para criar um aplicativo, eu pensei poxa, imagine se eu tivesse alguma coisa que pudesse ajudar João”, disse ele.

Segundo os autores, o aplicativo está em testes e deve ser lançado em fevereiro de 2022.

André vai pra dentro do app Matraquinha

Tempo de Leitura: 2 minutos

Instituto Mauricio de Sousa e a startup Matraquinha fecham parceria para trazer mais informações sobre autismo com o personagem André, da Turma da Mônica

A partir de agora, as aventuras do André, um garotinho que chegou para cativar toda a Turma da Mônica, estão dentro do app de comunicação alternativa Matraquinha. Por meio de suas aventuras, os mitos que envolvem o autismo vêm sendo desfeitos.

Todas as dificuldades, que normalmente estão presentes em pessoas dentro do Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), são apresentadas de forma lúdica, respeitosa e informativa.

No aplicativo, seção do André, estão disponíveis conteúdos criados em parceria com a Revista Autismo. Os usuários também podem acessar a revista “Um amiguinho Diferente”, de 2003, quando Mauricio de Sousa criou o personagem André. Por meio dessas histórias, é possível entender, por exemplo, o que é ecolalia e a dificuldade que existe na compreensão de frases abstratas.

Fonte de informação

“Estamos extremamente animados com essa parceria. O Matraquinha tem sido a voz de centenas de milhares de crianças e adolescentes e agora também será fonte de informação sobre o autismo com o André e toda a Turma da Mônica”, diz o CEO e cofundador do Matraquinha, Wagner Yamuto.

“Essa parceria com o Matraquinha nos deixa muito felizes. É um ponto de contato importante com as famílias de crianças que fazem parte do espectro do autismo. A revistinha um ‘Amiguinho Diferente’ busca informar sobre os principais sinais do autismo, e as HQs, em parceria com a Revista Autismo, tratam as características do André de maneira divertida e leve. O Matraquinha é uma maneira de levar esse conteúdo a um público mais amplo”, comenta Mauricio de Sousa.

 

Matraquinha — Lançado em 2018, Matraquinha é um app de comunicação alternativa para ajudar crianças e adolescentes com autismo a transmitirem seus desejos, emoções e necessidades por meio de dispositivos móveis (smartphones e tablets). A comunicação da criança é feita por meio de figuras e que, ao serem clicadas, fazem com que uma voz reproduza o que a criança deseja transmitir. O app pode ser baixado gratuitamente no Google Play, a loja de aplicativos para celulares e tablets que utilizam o sistema Android.

Instituto Mauricio de Sousa (IMS) — Fundado nos anos 90, o IMS realiza projetos, campanhas e ações sociais focados na construção de conteúdos que, por meio de uma linguagem clara e lúdica, estimulam o desenvolvimento humano, a inclusão social, o incentivo à leitura, o respeito entre as diferenças, a formação de cidadãos conscientes e conhecedores de seus deveres e direitos.

‘A gente fica emocionado em ver o alcance e poder dessa ferramenta’, diz pai que criou app para ajudar filho autista a se comunicar

Tempo de Leitura: < 1 minutoWagner Yamuto é um dos responsáveis pelo Matraquinha, um aplicativo de comunicação alternativa que ajuda crianças e adolescentes autistas a expressar sentimentos sobre questões do dia a dia. Ele contou, em entrevista ao UOL, que a iniciativa surgiu para ajudar seu filho, que não tinha desenvolvido fala, e utilizava uma prancha de fala por sugestão da fonoaudióloga.

Com o apoio do irmão e da esposa, o aplicativo foi desenvolvido e lançado em 2018. “Com isso, o Gabriel passou a transmitir com mais assertividade o que quer, e isso reduziu bastante as crises que ele tem quando está irritado. A gente fica emocionado em ver o alcance e poder dessa ferramenta”, contou ele.

Desenvolvimento do app Tismoo.me está a todo vapor

Startup Tismoo.me é destaque no portal Tecmundo

Tempo de Leitura: < 1 minutoO Tecmundo, um dos maiores portais de tecnologia do país, destacou a startup Tismoo.me nesta quinta (20), com o título: “Startup anuncia a 1ª rede social do mundo dedicada ao autismo” — falando sobre a inovação deste projeto dentro do ecossistema que envolve o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA).

Na reportagem, o autor Reinaldo Zaruvni, destaca “a ambiciosa meta de tornar os desafios de se conseguir diagnósticos, cuidados e tratamentos um processo cada vez mais rápido, eficiente e, principalmente, menos dolorido”, por meio da organização e estruturação de dados, usando a tecnologia para trazer benefícios à pessoa com autismo e outras síndromes relacionadas e seus familiares.

Acessibilidade para autistas

Outro ponto em destaque foi sobre a acessibilidade e inovação: “Dentre as características da Tismoo.me estão recursos de acessibilidade pensados para as pessoas com autismo, que permitem, por exemplo, desligar a exibição de emojis e ligar a visualização da descrição ao lado de cada ilustração, evitando que o público ao qual são direcionados se sinta hiperestimulado visualmente ou não entenda os significados”.

A reportagem completa está no site do Tecmundo (https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/217668-startup-anuncia-1-rede-social-mundo-dedicada-autismo.htm).

Convite para a Tismoo.me

Quem ainda não está na Tismoo.me, pode criar sua conta acessando, diretamente do seu celular, o convite exclusivo do Canal Autismo, neste link: https://app.tismoo.me/1PFN15JnU2VPLWac8.

Tismoo.me é rede social voltada ao autismo

Texto original do Portal da Tismoo.

Família que criou app para autistas, recebe capacitação do programa HealthTech Barretos

Tempo de Leitura: < 1 minutoUma iniciativa do Sebrae-SP e Hospital de Amor, por meio do Hub Harena Inovação, o programa HealthTech Barretos selecionou o Matraquinha, aplicativo de comunicação alternativa para participar do processo de aceleração, todo o programa será online e terá duração de 12 semanas. Ao todo, participam 14 startups do setor de saúde.

As startups inscritas passaram por uma análise inicial da equipe do Sebrae para avaliar a aderência aos critérios do programa: grau de inovação, modelo de negócio e potencial de escala. As startups qualificadas foram convidadas para apresentar o pitch (apresentação rápida de uma ideia ou oportunidade de negócio) para uma banca formada por dois profissionais do Sebrae, um médico do Hospital de Amor e um representante da comunidade de startups de Barretos, o Bruto Valley.

“A aprovação neste programa é mais um indicador que estamos no caminho certo e será de extrema importância para a evolução do Matraquinha”, ressalta Wagner Yamuto, co-fundador da empresa.

Aplicativo

Matraquinha é um app de comunicação alternativa para ajudar crianças e adolescentes com autismo a transmitirem seus desejos, emoções e necessidades através de dispositivos móveis (smartphones e tablets).

A comunicação da criança é feita através de figuras e que, ao serem clicadas, fazem com que uma voz reproduza o que a criança deseja transmitir.

Mais informação sobre o programa estão no site contato.sebraesp.com.br/healthtech/. E, sobre o Matraquinhahttps://www.matraquinha.com.br.

Família que criou app para autistas, recebe capacitação do programa Healthtech Barretos - Canal Autismo / Revista Autismo

Telas do aplicativo Matraquinha.

 

Aplicativo de higiene bucal de autistas ganha atualização

Tempo de Leitura: < 1 minutoO aplicativo “Vamos ao dentista?”, dedicado a auxiliar na higiene bucal de autistas e no processo de ir a dentistas, foi reformulado e ganhou uma atualização. De acordo com notas dos desenvolvedores, o redesenho foi aplicado pelo diretor de arte André Molina e inclui músicas novas. O aplicativo está disponível para dispositivos compatíveis com o iOS – Mac, iPhone e iPad.

Sobre o aplicativo

A ideia surgiu como como parte da tese de doutorado da cirurgiã-dentista Adriana Zink, especializada em tratamento de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), quando um protótipo desenvolvido por Eder Cassola Molina (professor de geofísica da Universidade de São Paulo) foi usado para a coleta de dados, e apresentou resultados satisfatórios que foram utilizados na tese e publicados no artigo “Communication Application for Use During the First Dental Visit for Children and Adolescents with Autism Spectrum Disorders”, na revista especializada Pediatric Dentistry (vol. 40, número 1, 2018), trabalho que também originou uma cartilha sobre saúde bucal. O protótipo foi expandido, atualizado e reformulado, dando origem ao aplicativo.

Aplicativo gratuito ensina higiene bucal a autistas

Tempo de Leitura: 2 minutos

Um aplicativo gratuito, lançado neste mês (fev.2021) foi feito para ajudar pessoas com autismo a se acostumarem com a higiene bucal e a ida ao dentista. O app chama-se “Vamos ao dentista?” e conta com legendas e narração em três idiomas: português, inglês e espanhol. Por enquanto o aplicativo é compatível com iOS (iPhone e iPad), mas outras versões devem ser desenvolvidas futuramente para outros tablets e celulares Android.

A ideia surgiu como como parte da tese de doutorado da cirurgiã-dentista Adriana Zink, especializada em tratamento de pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), quando um protótipo desenvolvido por Eder Cassola Molina (professor de geofísica da Universidade de São Paulo) foi usado para a coleta de dados, e apresentou resultados satisfatórios que foram utilizados na tese e publicados no artigo “Communication Application for Use During the First Dental Visit for Children and Adolescents with Autism Spectrum Disorders”, na revista especializada Pediatric Dentistry (vol. 40, número 1, 2018), trabalho que também originou uma cartilha sobre saúde bucal. O protótipo foi expandido, atualizado e reformulado, dando origem ao aplicativo.

Imagens reais

Explicações detalhadas sobre como escovar os dentes de uma criança que não consegue ficar com a boca aberta, ensinando o uso de palitos de sorvete e outras sugestões importantes para pais de pessoas com autismo são alguns dos ensinamentos que o app oferece, tudo grátis.

Simples e bem intuitivo, o “Vamos ao dentista?” mostra imagens reais de crianças em tarefas usuais no dentista, com narração e explicação das situações que podem ser encontradas durante o desafio de ir pela primeira vez ao consultório para um tratamento bucal, e pode pode ser utilizado com diálogos em português, inglês ou espanhol, além de trazer vídeos ilustrativos de situações comuns no consultório e durante a escovação dos dentes.

Artigo científico

O artigo científico que originou o app pode ser lido em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29482677/ ou na revista científica Pediatric Dentistry, em https://www.ingentaconnect.com/content/aapd/pd/2018/00000040/00000001/art00003;jsessionid=763s145o48k4j.x-ic-live-01.

O aplicativo pode ser baixado na App Store buscando por “Vamos ao dentista” ou diretamente em: https://apps.apple.com/br/app/id1551226471. Eder dedicou o app a seu filho, Enzo, um menino autista de 15 anos.

(Artigo publicado originalmente no Portal da Tismoo em 11.fev.2021)