20 de janeiro de 2024

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O projeto CooTEA, desenvolvido com o apoio da Escola Politécnica (Poli) da USP, visa incluir pessoas autistas desde a escola até o mercado de trabalho. O CooTEA oferece treinamentos específicos e técnicas de ensino especializadas. O projeto aborda os desafios enfrentados por pessoas autistas, incluindo discriminação e exclusão escolar.

Emanuel Santana, da plataforma Adapte Educação, parceira do projeto, explicou para o Jornal da USP que a parceria com a Poli começou em 2021, treinando servidores em grupo. “A gente começou treinando em grupo de servidores de Cajamar juntamente com a Poli USP, e dessa experiência nasceu essa relação com a Poli, por conta da terapia para o autismo e das demandas que os autistas apresentam para a sociedade”, disse ele.

Publicidade
Genioo

Até agora, o projeto impactou quase 100 indivíduos, e a meta até 2030 é capacitar 10 mil pessoas autistas. O processo de seleção para empresas interessadas em receber treinamentos está aberto até o dia 29 de fevereiro, por meio deste link.

COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Genial Care capta mais R$35 milhões de investimento

Dia Mundial do Autismo 2024 enfatiza a valorização das capacidades

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)