2 de abril de 2024

Tempo de Leitura: 3 minutos

Eventos em todo o país buscam informar a sociedade e quebrar estigmas

Todo dia 2 de abril celebra-se o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, data escolhida pela ONU (Organização das Nações Unidas) desde 2007. A campanha nacional deste ano traz o tema “Valorize as capacidades e respeite os limites!“, com o objetivo de levar conscientização e aceitação da sociedade em relação às pessoas autistas, valorizando suas capacidades.

Em São Paulo, Rio de Janeiro, muitas outras capitais e em diversas cidades do Brasil haverá caminhadas e muitas atividades no sábado (6/abril) e no domingo (7/abril) para buscar visibilidade, levar informação e mostrar suas demandas às autoridades e à sociedade, além de lutar contra o capacitismo e a exclusão de autistas.

Publicidade
Congresso Extraordinário

A causa ganha mais importância a cada ano, principalmente, pelo aumento de diagnósticos em crianças, jovens e adultos com o transtorno do espectro do autismo (TEA). Nos Estados Unidos, os últimos números a respeito da prevalência apontam que há 1 autista em cada 36 crianças de 8 anos, segundo o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças, do governo dos EUA). No Brasil não há números a respeito, há apenas um estudo-piloto feito em 2011 na cidade de Atibaia (SP) e, no atual Censo (realizado em 2022) há uma pergunta sobre autismo no formulário mais completo, aquele aplicado em apenas um pequeno percentual das residências.

O Brasil tem leis específicas para essa condição de saúde, como a principal delas, a Lei Berenice Piana (lei federal nº 12.764/2012), mas ainda falta muito para que os direitos dos autistas sejam efetivamente respeitados. Muitos adultos têm recebido seu diagnóstico tardio, principalmente mulheres, aumentando as estatísticas e descobrindo mais sobre a neurodiversidade da população brasileira.

Turma da Mônica

Uma importante contribuição é dada por Mauricio de Sousa, que tem um personagem autista na Turma da Mônica, o André, que protagoniza uma história em quadrinhos exclusiva em toda edição da Revista Autismo, graças a uma parceria da publicação com o Instituto Mauricio de Sousa desde o início de 2019, que resultou na criação de diversos conteúdos a respeito de autismo para todas as idades.

O autismo é uma condição de saúde que afeta duas importantes áreas do desenvolvimento, a comunicação social e o comportamento. A causa é majoritariamente genética (97% a 99%), sendo o risco 81% hereditário. Há uma variação muito grande de como o autismo afeta cada pessoa, por isso é considerado um espectro, uma grande faixa que vai de pessoas que precisam de muito suporte até os que têm total autonomia e independência, exigindo um nível bem menor de auxílio.

O Brasil cria anualmente seu próprio tema para o Dia Mundial de Conscientização do Autismo pelas necessidade e a realidade do país serem muito distantes do contexto dos países mais desenvolvidos. O tema da ONU para 2024, por exemplo, é: “Passando da sobrevivência para a prosperidade”, que será debatido em evento em Nova York, no dia 2.

Há mais informações sobre autismo, sobre o 2 de abril e sobre a campanha no site CanalAutismo.com.br/diamundial/.

Caminhadas marcaram o Dia Mundial do Autismo por todo o país — Canal Autismo / Revista Autismo

Público no Memorial da América Latina, em SP, no dia 2.abr.2023.

COMPARTILHAR:

Editor-chefe da Revista Autismo, jornalista, empreendedor.

CEA, Congresso Europeu De Autismo 2024 uniu Brasil e Portugal

Livro que aborda arquitetura e autismo ganha versão revisada e ampliada

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)