5 de julho de 2022

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Um grupo de mães que tinham filhos autistas atendidos em uma clínica de Duartina, localizada no interior de São Paulo, denunciaram à polícia que as crianças eram vítimas de maus tratos. Segundo apuração do UOL Universa, elas começaram a estranhar que as crianças não estavam se desenvolvendo.

“Meu filho fazia 40 horas por semana de terapia ABA, mas não conseguia sentar para almoçar. Descobrimos que as crianças ficavam ali como se fosse uma creche, sem atendimento, numa sala em comum, sendo que Aba é uma terapia individualizada”, disse a mãe em entrevista.

Publicidade
Livro: Autismo — Não espere, aja logo!

Paulo Calil, delegado da Polícia Civil de Duartina, recebeu relatos de ex-funcionários e teve acesso a mensagens. Um inquérito policial está em andamento. “Após essa análise dará para saber se foi maus-tratos ou tortura”, afirmou.

COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Maior parque aquático do país inaugura atividades com acessibilidade para autistas

Quem é Emerson Damasceno, novo presidente da comissão de autismo da OAB Nacional

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)