9 de maio de 2024

Tempo de Leitura: < 1 minuto

Por meio do programa TEAcolhe, o governo do Rio Grande do Sul anunciou medidas de apoio a autistas e suas famílias no contexto das enchentes que envolvem o estado. Além do cenário que envolve a população em geral, famílias atípicas foram obrigadas a se deslocar para abrigos, o que pode desencadear crises em autistas por conta das mudanças.

Segundo nota do governo estadual, autistas têm prioridade no atendimento em abrigos e os voluntários e profissionais estarão sendo treinados. Entre as orientações dadas, estão a necessidade de ter paciência, repetir comandos e evitar contato físico, bem como a necessidade de oferecer suporte às famílias e trabalhar em conjunto com elas durante a permanência nos abrigos.

Publicidade
ExpoTEA
COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Pesquisa discute eficiência e recursos da saúde para autismo no Brasil

Câmara de SP terá debate público sobre trabalho e renda de PcD

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)