Por

Graziele Carvalho

Autista, mãe do Miguel (autista) e conselheira estadual da ONDA-Autismo em Minas Gerais.

Facebook de Graziele CarvalhoInstagram de Graziele Carvalho

‘Volta às aulas se aproximando, e mais um ano eu fico a meditar’

25 de janeiro de 2022'Volta às aulas se aproximando, e mais um ano eu fico a meditar' — Canal Autismo / Revista AutismoWikiCommons / divugação / Governo do Estado de São Paulo

Tempo de Leitura: 2 minutosSerá que este ano as crianças irão respeitar as crianças com deficiência?

E acredite, esse tal respeito deveria ser ensinado em casa, e infelizmente temos pais que não fazem o menor esforço para educarem seus filhos ditos “normais” a respeitarem o coleguinha que tem algum tipo de deficiência, seja ela visível ou não.

Academia do Autismo

O recado é para esses pais, os pais de crianças típicas (sem deficiência), então vamos lá responder:

— Será que, se fosse seu filho o motivo de exclusão, de piadinha na escola, você gostaria?

— Você gostaria que seu filho chegasse ao ponto de não querer ir mais para a escola porque o colega da escola faz bullying com ele?

— Você ficaria bem com seu filho sendo excluído na hora do recreio pelo fato de não conseguir iniciar um diálogo?
Pelo fato dele ter dificuldade de socializar?

— Você gostaria que seu filho não fosse convidado para a festinha do amiguinho pelo fato de ter uma deficiência que compromete o comportamento dele diante dos convidados?

— Você gostaria que seu filho não tivesse nenhum amigo para fazer os trabalhos em grupo?

Pais, eeei, acordem!
Não dá mais para tolerar esse tipo de preconceito e não fazer nada, deixarem que seus filhos ditos “normais” continuem tratando os nossos com deficiência de forma cruel.

Esse tipo de educação é de responsabilidade dos pais, e não somente da escola. É de dentro de casa que vem a educação, já dizia o ditado: “educação vem de berço”.

Pensem nisso, eduquem seus filhos para respeitarem a diferença, a conviverem com quem não tem voz, não tem pernas, a conviverem com os autistas. Ensinem! Não vai lhes custar nada, a não ser um diálogo entre vocês e seus filhos. E isso não dói, o que dói é continuarmos vendo o que nossos filhos sofrem dentro das escolas com tanto preconceito.

Compartilhe

Comentários

Homeschooling: quem se beneficia com isso? — Canal Autismo / Revista Autismo

Homeschooling: quem se beneficia com isso?

/
Por Paula Ayub
Homeschooling: quem se beneficia com essa prática educacional? Segundo…
Fatima de Kwant aborda diferenças culturais, jornalismo e vida no exterior no podcast 'Espectros' — Canal Autismo / Revista Autismo