Por

Fabio Cordeiro, o "Autie Sincero"

Presidente da ONDA-Autismo e membro do Conselho de Autistas; ativista; administrador da página @autiesincero no Instagram, servidor público federal, palestrante e escritor.

Instagram de Fabio Cordeiro, o

Meme Sincero: ‘Seja um portador de bom senso’

12 de setembro de 2021Meme Sincero: 'Seja um portador de bom senso' — Canal Autismo / Revista Autismo

Tempo de Leitura: < 1 minutoNão, não existe esse negócio de todo mundo é um pouquinho autista. O autismo é um espectro e as pessoas que existem nessa condição não são mais ou menos autistas. Todas são pessoas autistas que apresentam as características inerentes ao TEA. Ou seja, dificuldades de comunicação e socialização, interesses restritos e comportamentos repetitivos e estereotipados, cada um à sua maneira dependendo de suas vivências.

Já que nem mesmo para os que estão dentro do espectro existe o “muito” ou o “pouco” autista, não seria para as pessoas neurotípicas (ou seja, as que não são autistas) que existiria essa classificação.

Publicidade
Academia do Autismo

Não existe também “cara de autista”. Muitas vezes a pessoa fala isso até com intuito de agradar. Mas saiba que o efeito, na maioria das vezes, é o inverso. Também soa preconceituoso você achar que é um elogio dizer que a pessoa não parece ser exatamente o que ela é.

Já quanto ao termo “portador de autismo”, saiba que além de equivocado é também meio bobo. Não há como alguém portar algo que faz parte de sua existência. É possível portar objetos, mas uma condição de existência não se porta.

Então seja um portador de bom senso e evite essas falas.

Compartilhe

Pandemia e autismo - reportagem de capa da Revista Autismo nº 9 (junho/2020)

PANDEMIA

/
Por Francisco Paiva Jr.
A pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus, o Sars-CoV-2, vem produzindo repercussões não apenas de ordem biomédica e epidemiológica em escala global, mas também repercussões e impactos sociais, econômicos, políticos, culturais e históricos sem precedentes na história recente das epidemias. E não tem sido diferente em todo o ecossistema do autismo. Pessoas com autismo, família, profissionais, instituições, associações, eventos, clínicas, todos, sem exceção, foram relevantemente impactados. Leia o texto completo da reportagem de capa da Revista Autismo número 9, de junho/2020.
Autismo Severo: Tempos de quarentena — Canal Autismo / Revista Autismo

Autismo Severo: Tempos de quarentena

/
Por Haydée Jacques Freire
Nestes tempos bicudos qualquer coisa vale para criar uma rotina…