Por

Fabio Cordeiro, o "Autie Sincero"

Presidente da ONDA-Autismo e membro do Conselho de Autistas; ativista; administrador da página @autiesincero no Instagram, servidor público federal, palestrante e escritor.

Instagram de Fabio Cordeiro, o

Meme sincero: dificuldade em demonstrar sentimentos e expressões

15 de junho de 2021Meme sincero: dificuldade em demonstrar sentimentos e expressões - Canal Autismo / Revista AutismoAspie Sincero

Tempo de Leitura: < 1 minutoComumente a pessoa autista tem dificuldades em demonstrar sentimentos e expressões. Isso é um fato marcante no autismo e por ser verdade é que se tem o mito de que autistas não tem empatia, pois às vezes, apesar de estarmos muito tristes ou felizes, a nossa feição não acompanha tal sentimento como o padrão neurotípico espera.

Outras vezes, não demonstramos tais sentimentos pela própria dificuldade de externar o que estamos sentindo mesmo, o que passa a imagem de insensibilidade. Eu por exemplo, por mais triste que esteja, é muito difícil que eu chore, o que faz parecer que uma situação que causaria tristeza em qualquer pessoa não me afeta.

Academia do Autismo

Porém, existe esse outro lado que quem convive mais de perto com pessoas autistas já deve ter notado. Tem vezes que, ao contrário dessa falta de reatividade que expliquei anteriormente, nós autistas somos muito transparentes e não temos o traquejo social de esconder sentimentos em situações onde os neurotípicos têm facilidade em manter a discrição para dar suporte a certas ocasiões de socialização onde tal postura seria bem-vinda.

Resumindo, somos péssimos em executar essas “mentirinhas sociais” que são inerentes do convívio. Algumas vezes por não ver motivo em dizer ou demonstrar algo que não é verdade, outras por não perceber que aquilo faz parte do contexto de socialização implícito onde parece ser comum dizer algo que é o contrário dos fatos simplesmente porque na maioria das vezes as pessoas neurotípicas fazem perguntas esperando uma afirmação e não uma resposta.

Compartilhe

Comentários

Editorial – edição 5

/
Por Francisco Paiva Jr.
Nosso número anterior foi um sucesso. Chegamos gratuitamente (graças à Jamef Transportadora e à Azul Cargo) a mais de 60 cidades no Brasil. E outras em Portugal (graças à TAP Cargo). Parcerias que nos ajudaram a levar informação, sem nenhum custo, a milhares de autistas, famílias e profissionais. Nosso muito obrigado! A reportagem de capa desta edição trata do mercado de trabalho para pessoas com autismo. Tentei abranger todo o espectro e procurar informação dos mais diversos tipos de modalidade de trabalho, de empregos comuns e cotas a emprego apoiado.

Revista Autismo número 5 — índice

/
Por Redação da Revista Autismo
Índice da Revista Autismo número 5, de junho de 2019, com notícias, artigos, reportagens, colunas e sessões, opinião, história em quadrinhos e muito mais.

Podcast Introvertendo conversa com mães diagnosticadas com autismo

/
Por Redação da Revista Autismo
O podcast Introvertendo liberou, nesta sexta-feira (10), um episódio comemorativo ao Dia das Mães. Os hosts Tiago Abreu e Yara Delgado (também mãe e autista) receberam Graziele Perrella e Geuvana Pedro Nogueira, mulheres diagnosticadas com autismo na vida adulta e também mães. As histórias contadas abordam diferentes percepções, desde a de Graziele, que possui um filho autista, quanto Geuvana, que tem filhos adultos neurotípicos.