Por

Liziani Silveira

"Conselheira profissional da Reunida-Autismo/RS, psicóloga clínica, especialista em avaliação psicológica e educação para autistas, formação em ABA, com treinamento pela The University of North Carolina (EUA) em TEACCH Autism Program, proprietária da Clínica Ideallis, sócia-fundadora e supervisora do serviço de psicologia da Associação de Pais e Amigos dos Autistas, de Novo Horizonte."

Instagram Autor

Projeto TEAcolher grupo de mães: acolhimento e sororidade

14 de junho de 2021

Tempo de Leitura: 3 minutosAtualmente, os movimentos feministas vêm se articulando através de blogs, fóruns on-line e grupos feministas em redes sociais. Diversos grupos feministas estão construindo redes virtuais de acolhimento, que vêm ganhando cada vez mais adeptas. Mulheres dispostas a compartilhar histórias e sentimentos através de relatos postados nestas redes. Considerando que os grupos de acolhimentos feministas nas redes cresce a cada dia e que já faz parte do cotidiano de muitas mulheres, a Rede Unificada Nacional e Internacional pelos direitos dos Autistas (REUNIDA-Autismo), uniu um grupo de mulheres do grupo nacional de mães e voluntárias que fazem parte dos conselhos da associação para articular estratégias facilitadoras e possibilitar o uso da internet como uma ferramenta de aproximação de diversas realidades e vivências dentro da comunidade de mães de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). 

É notório que a internet se tornou uma feramente importante, nas quais os relatos circulam nesse mundo virtual, produzindo sentidos, significados e principalmente, empatia e identificação. Além disso, o dinamismo das redes virtuais é algo que aproxima e acolhe, suprindo, em muitos momentos, as necessidades individuais de cada mulher que busca por esse formato de apoio. A internet, hoje, não é utilizada só como um instrumento de divulgação, mas, também, como uma ferramenta para críticas, debates, reações e diálogos com os mais diferentes setores da sociedade. 

Por essa razão, nasce, o projeto TEAcolher, mais uma vertente de trabalho do grupo REUNIDA-Autismo que se sensibilizou e buscou um olhar cuidador para todas as mães que precisam ser vistas e acolhidas em sua diversidade e singularidade. O projeto TEAcolher tem como objetivo ponderar como a mulher/ mãe de uma pessoa com TEA pode se organizar nessas redes no intuito de empoderá-las e transformá-las em agentes de suas próprias mudanças ressignificando seus propósitos e metas de vida através de reflexões, diálogos e renovação de conhecimento com uma diversidade de temáticas que fazem parte do seu contexto e realidade. O TEAcolher, através das redes virtuais tem o propósito de se tornará um instrumento para aglutinação de mulheres para que elas possam encontrar apoio para lidar e superar os desafios da vida. Ademais, quem ama, se cuida! Fortalecer esse conceito é a nossa missão. O TEAcolher REUNIDA-Autismo fará encontros on-line e trará assuntos como: autocuidado; lazer; empreendedorismo; empoderamento feminino. Os encontros serão quinzenais em formato de lives no Instagram da REUNIDA – Autismo.  O grupo de mobilizadoras do projeto é formado por Cláudia Moraes, vice-presidente da REUNIDA-Autismo (RJ); Liziani Silveira, conselheira profissional (RS); Carla Mandolesi, conselheira estadual (BA); Thaís Custódio, conselheira municipal (SC); Juliana Uggioni, conselheira estadual (SC). O grupo de multiplicadoras dos eventos e atividades realizadas é composto por todas as Conselheiras Estaduais e Municipais da REUNIDA-Autismo. As multiplicadoras têm o papel de divulgar em cada região do Brasil os convites das lives e atividades realizadas pelo TEAcolher. Todas as conselheiras foram convidadas a participar de um grupo formado no WhatsApp para fomentar e alimentar as informações e, assim, divulgar os convites nas redes sociais para todas as mulheres que desejam fazer a diferença em suas vidas.

Importante, ressaltar que, são muitas mulheres envolvidas neste belo trabalho. Quando montávamos o projeto, pensávamos em uma mulher/mãe que fosse um sinônimo de acolhimento e sororidade para ser a madrinha do projeto, e, assim, fizemos um convite especial à Fatima de Kwant, que aceitou com honras o convite. E para ampliar ainda mais essa rede de relações fica o convite para todas as mulheres empoderadas, divas, empreendedoras da vida a assistirem o vídeo da primeira live que aconteceu no dia 10.jun.21, com as temáticas “O Feminino e o Acolhimento” e “Apresentação do projeto TEAcolher-REUNIDA-Autismo”, no Instagram @reunidaautismo.

Compartilhe

Comentários

Academia do Autismo

Fique por dentro das últimas notícias!
Assine a nossa News.

Estudo indica que ocitocina não tem eficiência para autismo — Canal Autismo / Revista AutismoReprodução / iStock

Estudo indica que ocitocina não tem eficiência para autismo

/
Por Redação do Canal Autismo
Um estudo publicado no New England Journal of Medicine indica…
Spectrum 10K: estudo genético sobre autismo é interrompido no Reino Unido após polêmica — Canal Autismo / Revista AutismoReprodução / Cambridge Independent

Spectrum 10K: estudo genético sobre autismo é interrompido no Reino Unido após polêmica

/
Por Tiago Abreu
O pesquisador Simon Baron-Cohen veio a público se desculpar…