Arquivo para Tag: representatividade

‘As agências não querem se adaptar à realidade das pessoas’, diz consultora sobre influenciadores com deficiência

Tempo de Leitura: < 1 minutoA consultora de diversidade e inclusão na comunicação, e fundadora do projeto Propaganda de Responsa, Anna Castanha, comentou a ausência de mais influenciadores digitais com deficiência em campanhas em reportagem veiculada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Ela observa que a falta de representatividade está diretamente atrelada à ausência de pessoas com deficiência em cargos de liderança. “O que é para uma agência contratar um diretor de arte surdo? O que é para uma empresa contratar um planner [estrategista] que é cego, por exemplo? As agências não querem se adaptar à realidade das pessoas. Se nesse patamar de hierarquia [de liderança] não tem essas pessoas, a coisa não vai acontecer. Não importa quantas pessoas com deficiência existam dentro de uma empresa, não são elas que vão fazer a coisa mudar, as lideranças precisam querer. Não só uma questão de representatividade, mas de equidade e voz”, afirmou.

“Há pouca representatividade de pretos no movimento autista”, afirma Polyana Sá

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo, produzido por autistas e dedicado a discutir autismo, lançou nesta sexta-feira (13) o seu 144º episódio, chamado “Representação e Representatividade Autista'”. O episódio contou com a participação da estudante de Bioprocessos e Biotecnologia e ativista Polyana Sá, que dissertou sobre a participação de autistas nas discussões online sobre autismo.

Na ocasião, Polyana chegou a afirmar que o fato de ser negra é a característica que mais chama a atenção das pessoas em interações sociais e os efeitos do racismo no Brasil. “Há pouca representatividade de pretos, pretas, pretes, no movimento autista, porque a nossa população é uma população que tem pouco acesso às políticas públicas de saúde mental, tanto é que você não encontra muitos estudos a respeito disso”, lamentou.

Ela também refletiu sobre a possibilidade (ou impossibilidade) de ser completamente representativo quando o assunto é autismo. “Eu acredito que seja humanamente impossível a gente criar essa representatividade plena, mas um caminho pra gente seguir em busca de chegar próximo disso é a gente se preocupar em procurar esses autistas que se encontram em recortes mais ‘aprofundados’ do que os nossos e que às vezes não tem uma acessibilidade tão grande aos meios que nós já temos mais facilidade”, destacou.

Além de Polyana, também participaram do episódio o youtuber e pesquisador Willian Chimura e a estudante de arquitetura Carol Cardoso, ambos autistas. Os três ainda discutiram as diferenças dos níveis de autismo, a caracterização do autismo em produções culturais e jornalísticas, e questões regionais brasileiras relacionadas ao diagnóstico.

O episódio está disponível para audição em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.