Por

Redação do Canal Autismo

"Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina."

Facebook AutorLinkedin AutorInstagram AutorYoutube Autor

Unesp desenvolve cursos EAD com servidores de São Paulo sobre autismo

14 de outubro de 2021Unesp desenvolve cursos EAD com servidores de São Paulo sobre autismo — Canal Autismo / Revista AutismoReprodução / Wikimedia CommonsImagem: Hernani Arruda Monteiro da Silva/Reprodução

Tempo de Leitura: < 1 minutoA Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência da cidade de São Paulo anunciou que nesta quinta-feira (14) ocorrerá uma aula magna sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) para inaugurar cursos de extensão EAD sobre o autismo com servidores municipais das secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, de Educação e da Saúde.

Academia do Autismo

Segundo a secretaria, a ideia dos cursos, produzidos em parceria com a Universidade Estadual Paulista (Unesp) é oferecer capacitação para o atendimento de pessoas autistas. As aulas serão gravadas e disponibilizadas aos participantes do público. Mais detalhes podem ser conferidos em nota da prefeitura.

Compartilhe

Comentários

Fique por dentro das últimas notícias!
Assine a nossa News.

Greta Thunberg — Autismo leve que muda o mundo — Revista Autismo

GRETA THUNBERG

Por Fátima de Kwant
A pessoa mais comentada do ano é, sem dúvida, a ativista do meio ambiente, Greta Thunberg. A jovem de apenas dezesseis anos, nascida na Suécia, tornou-se a mais conhecida representante juvenil das comunidades mundiais que lutam pela preservação da natureza, tema bem em pauta, internacionalmente.
Colar de Girassóis e autismo - Kim Baker - Revista Autismo

Sunflower Lanyard

/
Por Redação da Revista Autismo
In an exclusive article for Brazilian magazine Revista Autismo,…
Colar de Girassóis e autismo - Kim Baker - Revista Autismo

Colar de girassóis

/
Por Redação da Revista Autismo
Em texto exclusivo para a Revista Autismo, mãe inglesa conta como foi o fato que viralizou no mundo inteiro. O esquema de usar o cordão de girassóis como indicação de deficiências ocultas começou em junho de 2016 no aeroporto de Gatwick, Londres. A intenção era ser um sinal discreto para os funcionários, a fim de reconhecer o usuário (ou um acompanhante do usuário) que precisasse de ajuda, tempo ou assistência extra ao passar pelo aeroporto. Após o seu sucesso, esforços têm acontecido para estender o uso do cordão a outros lugares.