18 de julho de 2023

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O projeto de lei (PL) 5486/2020, que estabelece o uso da fita com desenhos de girassóis como símbolo de identificação das pessoas com deficiências ocultas, foi sancionado pelo vice-presidente Geraldo Alckmin nesta terça-feira (18).

O texto tinha sido aprovado pelo Senado em junho deste ano. A apresentação inicial do projeto foi feita pelo deputado Capitão Alberto Neto (PL-AM). Apesar da oficialização do símbolo, o seu uso será opcional e não deve ser motivo para impedir o acesso a direitos de pessoas com deficiência. As deficiências ocultas englobam condições que podem não ser prontamente identificadas, como surdez e o autismo. A fita com desenhos de girassóis já é utilizada como símbolo oficial para deficiências ocultas em cidades como Belo Horizonte.

Publicidade
Matraquinha

No mês passado, a ativista Fatima de Kwant anunciou ter aceitado convite da Hidden Disabilities (HD) Sunflower, do Reino Unido, para ser embaixadora do Cordão de Girassol para o Brasil, América Latina e Holanda. “O convite pessoal veio de Mr. Paul White, idealizador do projeto na Inglaterra, e da amiga ativista Flávia Callafange, do Chile, diretora do projeto”, revelou Fátima, que é jornalista, em sua publicação no Instagram.

Quando a ideia viralizou na internet, a autora do post mais compartilhado sobre o assunto, a britânica Kim Baker, escreveu um texto exclusivo para a edição de dezembro de 2019 da Revista Autismo (leia aqui).

COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Seminário no interior de SC discute políticas públicas e desafios para a inclusão de autistas

É possível que a inteligência artificial seja utilizada para diagnosticar autismo?

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)