6 de fevereiro de 2024

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O governo do Rio Grande do Sul ampliou o Programa TEAcolhe, centrado no atendimento de pessoas autistas, com a assinatura portarias e convênios para aumentar o número de Centros de Atendimento em Saúde (CAS) para 51 unidades. O evento de assinatura ocorreu nesta segunda-feira (5) e contou com a presença do governador Eduardo Leite, da secretária da Saúde Arita Bergmann e do secretário do Esporte e Lazer Danrlei de Deus.

Segundo nota do governo estadual, o Rio Grande do Sul passará a ter 28 novos centros de atendimento, além dos oito centros macrorregionais e 30 centros regionais já existentes. O programa TEAcolhe, lançado em 2021, representa um investimento anual de R$ 70 milhões. Os serviços regionais especializados acompanham pessoas com autismo em todo o ciclo de vida, com pelo menos seis profissionais com formação em autismo.

Publicidade
Genioo
COMPARTILHAR:

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Síndrome de Rett: entrevista com a fundadora da Abre-te

EUA autoriza ensaio clínico de terapia gênica para síndrome de Phelan-McDermid

Publicidade
Assine a Revista Autismo
Assine a nossa Newsletter grátis
Clique aqui se você tem DISLEXIA (saiba mais aqui)