Por

Redação do Canal Autismo

Canal Autismo é a maior plataforma de conteúdo a respeito de autismo da América Latina.

Facebook de Redação do Canal AutismoLinkedin de Redação do Canal AutismoInstagram de Redação do Canal AutismoCanal no Youtube de Redação do Canal Autismo

Estudantes autistas de universidades paulistas reclamam a falta de cotas

5 de maio de 2022Museu do Amanhã anuncia Semana da Conscientização do Autismo — Canal Autismo / Revista AutismoReprodução / Folha de S.PauloImagem: Zanone Fraissat/Reprodução

Tempo de Leitura: < 1 minutoUniversitários autistas da USP, Unicamp e Unesp estão reivindicando que as instituições públicas paulistas tenham cotas para pessoas com deficiência, assim como ocorrem com as universidades federais.

Em reportagem publicada pela Folha de S.Paulo, Guilherme de Almeida, estudante da pós-graduação da Unicamp, comentou o caso. “É lamentável que as universidades mais importantes do país não tenham essa preocupação. Não fazem nenhum esforço para garantir o acesso desse grupo aos cursos de graduação e o pior é que não dão condições para que quem entrou consiga estudar com qualidade”, afirmou.

Academia do Autismo

Compartilhe

Comentários

Pesquisa do CDC revela número alto de prevalência de autismo nos EUA em crianças de 8 anos, além de grande aumento em relação a pesquisa anterior

/
Por Redação da Revista Autismo
Os números são de se duvidar. Não fosse a credibilidade do Center of Disease Control and Prevention (CDC, sigla em inglês para Centro de Controle e Prevenção de Doenças), nos Estados Unidos, a pesquisa poderia ser questionada. Mas não é o caso. Dizer que, em média, nos Estados Unidos, temos uma criança dentro do espectro autista para cada 110 crianças de oito anos de idade é, no mínimo, alarmante. E estes são dados de 2006. Como é mais comum em meninos, eles apresentam números ainda mais preocupantes (um caso em cada 70 indivíduos), ao passo que meninas têm menor risco (um para 315) – a proporção é de quatro a cinco meninos para uma menina.

ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo

/
Por Redação da Revista Autismo
O autismo é uma condição crônica, caracterizado pela presença de importantes prejuízos em áreas do desenvolvimento, por esta razão o tratamento deve ser contínuo e envolver uma equipe multidisciplinar (Schwartzman, 2003). A eficácia de um tratamento depende da experiência e do conhecimento dos profissionais sobre o autismo e, principalmente, de sua habilidade de trabalhar em equipe e com a família (Bosa, 2006).

Saiba o que é um QR-Code e como usá-lo

Por Redação da Revista Autismo
Um QR-Code é uma matriz, uma espécie de código de barras de…