Por

Francisco Paiva Jr.

Editor-chefe da Revista Autismo, jornalista, empreendedor.

Facebook de Francisco Paiva Jr.Linkedin de Francisco Paiva Jr.Twitter de Francisco Paiva Jr.Instagram de Francisco Paiva Jr.Canal no Youtube de Francisco Paiva Jr.

Espectro Artista: Fernando Pavone

3 de setembro de 2021

Tempo de Leitura: 2 minutosOs pais de Fernando Pavone Cinelli desconfiaram de algo fora do padrão no desenvolvimento do garoto, com três anos e meio de idade,  e o levaram a um neuropediatra. Apesar de não fechar um diagnóstico, o tratamento foi iniciado com profissionais da psicologia, fonoaudiologia e psicopedagogia. O diagnóstico fechado veio somente entre os seis e sete anos de idade.

Nascido em 2001, Fernando atualmente faz aulas de canto, de MPB, de sertanejo, violão, bateria e saxofone, de inglês e ginástica, além de tratamento com uma psicóloga e uma psicopedagoga.

Publicidade
Tismoo Biotech

O interesse pela música veio aos 9 anos. O pai, Edison, tocou a música “Frevo mulher”, da Amelinha, no violão, e Fernando lhe disse: “Pai, eu sei cantar essa música”. Daí pra frente, o garoto mergulhou no mundo da música, inspirando-se no pai e no irmão que também toca violão.

Uma cantora chamada Tânia Cruz deu o microfone para ele cantar numa churrascaria e logo isso virou um hábito. Depois a dupla Raul e Renan começou a convidá-lo para cantar em pequenos eventos, em aniversários e bares.

“Quando se apresentou pela primeira vez, ele cantou de lado, virou de costas para o público e eu quase infartando na plateia”, contou o pai, com muito bom humor, relembrando a primeira apresentação do filho, então com 13 anos, no restaurante Florestal, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Em 2015 ele abriu o show do cantor sertanejo Daniel, em Bertioga, litoral de SP. Em 2019, em Caieiras (SP), com a dupla Rubens e Ruan (que o inclui em vários shows), abriu o show de Gustavo Lima. A veterana dupla sertaneja Roberto e Mineirinho também inclui Pavone em inúmeras de suas apresentações.

Antes da pandemia, Pavone se apresentava em diversos eventos e agora está ansioso para voltar aos palcos. Atualmente, o cantor Vanilli Villi o tem ajudado em um projeto musical.

“A música mudou completamente minha vida”, afirma Fernando Pavone, que tem na música seu hiperfoco e fica muito feliz ao se apresentar para uma plateia “seja do tamanho que for”.

Para quem quiser conhecer o trabalho artístico de Fernando Pavone, abaixo estão as redes sociais e o canal do Youtube do cantor.

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCFptbQraws3fXARiGSvhNEA

Instagram: @pavonecinelli

Compartilhe

De onde vem a intolerância — Canal Autismo / Revista Autismo

De onde vem a intolerância

/
Por Meca Andrade
O pessoal envolvido com a comunidade autista – seja no nível…