Posts

Introvertendo lança episódio sobre retorno de atividades na pandemia

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O podcast Introvertendo, produzido por autistas e dedicado a discutir autismo, lançou nesta sexta-feira (9) o seu 137º episódio, chamado “O Autismo e o ‘Novo Normal'”. O conteúdo foi apresentado por Luca Nolasco, que é autista, e contou com as participações do analista de sistemas Paulo Alarcón e da estudante de Arquitetura e Urbanismo Carol Cardoso, também autistas.

O episódio deu enfoque ao retorno de atividades em plena pandemia, e de que forma autistas estão lidando com o chamado “novo normal”. Entre os assuntos, foram discutidas as mudanças de rotina de trabalho e estudo, sobrecargas sensoriais, habilidades sociais perdidas e acessibilidade.

Sobre a perda de habilidades, Carol Cardoso fez breves comentários. “Não tô mais habituada a sair de casa porque eu percebi que coisas que antes eu já tinha me acostumado fazer, por exemplo, ficar em salas de espera, acabaram sendo praticamente insustentáveis. Fez me dar conta de quanto que faz falta fazer a minha terapia de grupo presencial”, afirmou.

“O Autismo e o ‘Novo Normal'” é o episódio final de uma série desenvolvida pelo podcast Introvertendo sobre os efeitos da pandemia na comunidade do autismo. Antes disso, foram lançados seis episódios, entre eles “Relatos de Quarentena” (102), “Autistas em Protestos e Manifestações?” (115) e “Pandemia, Máscaras e Cansaço” (120).

O episódio está disponível para audição em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui transcrição de seus episódios e uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

“Todo mundo responsável entende as consequências do vírus”, diz Willian Chimura

Tempo de Leitura: < 1 minuto

O pesquisador e youtuber Willian Chimura participou do 106º episódio do podcast Introvertendo, lançado nesta sexta-feira (5), cujo título é Saúde Mental na Pandemia. Apresentado por Tiago Abreu e com a presença de Luca Nolasco, o episódio centra-se nas discussões em torno da pandemia de COVID-19 dentro da comunidade do autismo.

Na ocasião, Willian Chimura traçou uma reflexão sobre a importância de tratamentos e atendimentos profissionais para autistas. “Quando a gente tá falando sobre autismo, a gente não está falando apenas de um serviço que tudo bem continuar depois. Você está perdendo um tempo de desenvolvimento que pode ser valioso pra pessoa”, afirmou.

Além disso, ele também avaliou algumas decisões do Governo Federal. “Todo mundo responsável entende as consequências do vírus e não podemos considerar apenas como uma ‘gripezinha’, mas ao mesmo tempo, quando você tem, por exemplo, decisões como já foram tomadas agora no sentido de abrir academias, manicure e outros estabelecimentos, eu começo a questionar: ‘Poxa, isso é serviço essencial mas uma terapia não é?'”, perguntou.

A discussão também inclui questões comuns em autistas adultos, incluindo comorbidades como depressão e ansiedade, construção de rotinas, procrastinação, interações sociais, acompanhamento médico, uso de medicações e o isolamento social.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.

Autistas adultos contam como tem sido a quarentena

Tempo de Leitura: 2 minutos

O podcast Introvertendo, atualmente o principal podcast sobre autismo do Brasil, lançou excepcionalmente nesta segunda-feira (18), o seu 102º episódio, cujo título é Relatos de Quarentena. Baseado no cenário da pandemia de Covid-19, o conteúdo reuniu os podcasters Thaís Mösken e Tiago Abreu, além do jornalista Victor Mendonça (O Mundo Autista) e a psicóloga Gabriela Neuber, todos autistas.

Durante o episódio, os participantes discutem aspectos do distanciamento social ocasionado pela pandemia de Covid-19. Foram abordadas questões como os contatos presenciais, atividades de trabalho, previsibilidade e dificuldade de se adaptar à mudanças e diferenças entre autistas no processo de isolamento.

Na ocasião, Thaís Mösken, que é engenheira e mora sozinha em Florianópolis, falou sobre os cuidados individuais que tem tido. “Eu passo o dia com meu gato e tento manter o máximo afastamento possível de outras pessoas. É claro que a gente não consegue garantir que tá 100% seguro, mas eu acho que reduzir o risco tanto quanto possível e bem importante”, afirmou.

O episódio também contém reflexões sobre o entendimento que autistas possuem em relação ao novo cenário. “A gente vai ter essa questão da inflexibilidade cognitiva, alguns vão flexibilizar mais e outros menos, mas as pessoas não se dão conta de que um autista que recebeu um diagnóstico tardio tem um nível de resiliência monstra, só não contaram isso para ela. E, na psicologia, quando a pessoa está em acompanhamento, o que ela vai aprender sobre isso é validar os próprios recursos”, disse a psicóloga Gabriela Neuber.

Este é o primeiro episódio do Introvertendo com a participação de Victor Mendonça como parceiro. Diagnosticado com autismo aos 11 anos, Mendonça é youtuber, jornalista, escritor e responsável pelo canal e portal O Mundo Autista. “É um prazer ter o Victor gravando com a gente. Ele participou como convidado em um episódio de 2019 e, após muitas conversas, decidimos estreitar os laços”, disse Tiago Abreu.

Apesar da participação frequente de Victor, o Introvertendo seguirá com os mesmos 10 integrantes fixos de sua formação mais recente, anunciada em janeiro deste ano. Por outro lado, Victor Mendonça assinará projetos novos do podcast Introvertendo, incluindo séries de reportagens em áudio produzidas ao lado de Tiago Abreu, que serão lançadas ocasionalmente ao longo do ano. A primeira, “Neurodiversidade”, será lançada em junho.

O episódio está disponível para ser ouvido em diferentes plataformas, como o Spotify, Deezer, iTunes, Google Podcasts, e CastBox, ou no player abaixo. O Introvertendo também possui uma ferramenta em Libras, acessível para pessoas com deficiência auditiva.